Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portucel cai mais de 3% em bolsa mas continua a cima da OPV

As acções da Portucel desciam mais de 3% para 2,21 euros, uma valor seis cêntimos acima do preço pago pelos investidores na oferta pública de venda (OPV), no dia em que são admitidas à cotação as acções vendidas durante a terceira e última fase de privati

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 14 de Novembro de 2006 às 08:14

As acções da Portucel desciam mais de 3% para 2,21 euros, um valor seis cêntimos acima do preço pago pelos investidores na oferta pública de venda (OPV). Hoje são admitidas à cotação as acções vendidas durante a terceira e última fase de privatização da empresa.

Os títulos [ptcl] recuavam 3,49% para os 2,21 euros, ainda assim quase 3% acima do valor a que as acções da última privatização da Portucel foram vendidas na OPV, de 2,15 euros.

O dia de hoje é marcado pela negociação das acções vendidas durante a operação. A Portucel é a primeira empresa deste século a ser privatizada na integra, com o abandono total da participação do Estado na estrutura accionista da papeleira, na qual o Governo já não tinha assento na administração, por opção própria.

A cerimónia de sessão especial de bolsa da Portucel marcou ontem a passagem do universo público para a esfera privada, em que a Semapa é o accionista de referência com mais de 68%.

Ainda ontem os Fundos de Pensões do Banco Totta & Açores, do Crédito Predial Português e do Banco Santander Portugal anunciaram que deixaram de ter uma participação no capital da Portucel depois da alienarem 22,6 milhões de acções.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio