Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal financia-se em 1.250 milhões de euros com juros negativos

Portugal foi ao mercado financiar o Estado numa operação de curto prazo. Emitiu 1.250 milhões de euros num duplo leilão, tendo conseguido manter as taxas de juro negativas. Ainda assim, já não são recordes.

Pedro Elias
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 21 de Março de 2018 às 10:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
A agência que gere a dívida pública portuguesa esteve esta quarta-feira, 21 de Março, no mercado a emitir dívida de curto prazo. O Estado financiou-se em 1.250 milhões de euros, através de emissões a seis e 12 meses.

Portugal conseguiu taxas de juro negativas para ambos os casos, tal como tem sido verificado nas últimas emissões, mas não voltou a renovar mínimos.

Assim, na emissão a 12 meses o IGCP colocou 900 milhões de euros, com uma taxa de -0,394%, o que corresponde a uma descida face à última emissão, mas já não representa mínimos históricos, uma vez que a taxa conseguida em Janeiro foi inferior.

Na emissão a seis meses, o Estado financiou-se em 350 milhões de euros, tendo pago uma taxa de -0,424%, o que representa uma ligeira subida face aos -0,425% conseguidos no último leilão comparável e que foi realizado em Janeiro.

O objectivo do Estado era financiar-se entre 1.250 e 1.500 milhões de euros, pelo que o objectivo foi cumprido numa operação em que a procura até aumentou.

Segundo os dados da Bloomberg a emissão a seis meses teve uma procura de 2,99 vezes a oferta existente (em Janeiro tinha sido de 2,19 vezes), e na emissão a 12 meses foi de 2,12 vezes a oferta (1,79 vezes em Fevereiro).
Ver comentários
Saber mais juros dívida emissão de bilhetes do Tesouro Bilhetes do tesouro financiamento IGCP
Outras Notícias