Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal Telecom desce 1,5% e pressiona bolsa nacional

A bolsa nacional desce 0,60% e é pressionada sobretudo pela Portugal Telecom, que leva Lisboa a acompanhar a tendência negativa das principais praças europeias, depois de o Reino Unido e a Alemanha terem indicado que poderão processar o Goldman Sachs.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 19 de Abril de 2010 às 09:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A bolsa nacional desce 0,60% e é pressionada sobretudo pela Portugal Telecom, que leva Lisboa a acompanhar a tendência negativa das principais praças europeias, depois de o Reino Unido e a Alemanha terem indicado que poderão processar o Goldman Sachs.

O PSI-20 negoceia nos 8.061,96 euros e prolonga a queda de mais e 2% da última sessão, com quatro cotadas a subir, 15 a descer e uma inalterada. As principais praças europeias negoceiam em baixa ligeira, ainda pressionadas pelas acusações do regulador norte-americanos à Goldman Sachs, bem como pela indicação de que reguladores europeus também poderão avançar com investigações ao banco de investimento.

Por cá, a Portugal Telecom é a cotada que mais pressiona, ao descer 1,56% para 8,22 euros, depois de ter visto a sua recomendação ser descida de “comprar” para “manter”, pelo Citigroup. O preço-alvo é de 8,5 euros. A Zon Multimédia perde 0,34% para 3,957 euros e a Sonaecom recua 0,69% para 1,574 euros.

Também a pressionar estão as acções da Galp Energia, que caem 1,23% para 12,865 euros, no dia em que os funcionários da petrolífera estão em greve.

Também a pressionar estão as acções do sector da banca, com o BES a recuar 0,91% para 3,932 euros, enquanto o BCP deprecia 0,12% para 0,808 euros. O BPI desvaloriza 0,88% para 1,906 euros.

Entre as cotadas do sector da electricidade é a EDP Renováveis que define a tendência de descida, ao perder 0,78% para 5,739 euros, enquanto a EDP negoceia inalterada nos 2,97 euros, depois de ter estado a negociar em baixa de mais de 1%, logo após a abertura da sessão. A REN declina 0,90% para 2,85 euros.

Pela positiva destaca-se a Semapa, que aprecia 0,75% para 7,97 euros, enquanto a Portucel ganha 0,10% para 2,052 euros. Já a Altri recua 0,72% para 4,86 euros. Ainda assim é a Jerónimo Martins, que ao subir 0,40% para 7,597 euros, mais contraria uma maior descida do índice.

Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal



Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias