Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Praças norte-americanas seguem a perder mais de 1%

As bolsas norte-americanas seguiam a sessão em forte queda, depois do Carlyle Capital ter anunciado que pode estar próximo da falência e de ser conhecido que as vendas a retalho nos Estados Unidos caíram inesperadamente em Fevereiro.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 13 de Março de 2008 às 14:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas norte-americanas seguiam a sessão em forte queda, depois do Carlyle Capital ter anunciado que pode estar próximo da falência e de ser conhecido que as vendas a retalho nos Estados Unidos caíram inesperadamente em Fevereiro.

O Dow Jones [indu] perde 1,50% para os 11.929,19 pontos e o Nasdaq [ccmp] recua 1,27% para os 2.215,36 pontos.

A Carlyle Capital, filial da "private equity" Carlyle Group, anunciou que está próxima da falência, depois de ter falhado o acordo com os credores da companhia que exigem o pagamento de dívida no valor de 400 milhões de dólares. As acções já desceram mais de 70% na bolsa de Amesterdão.

Entretanto, foi conhecido que as vendas a retalho nos Estados Unidos caíram, inesperadamente, no mês de Fevereiro, com os norte-americanos a reduzirem os gastos, em resultado do aumento dos custos da energia. Este dado é mais um sinal de que a maior economia do mundo poderá estar a entrar num período de abrandamento, ou mesmo recessão.

A pressionar seguiam empresas como a Google, que desvalorizavam 1,42% para os 433,94 dólares, e como a Yahoo, que perdiam 1,37% para os 28,06 dólares.

A General Motors afundavam 8,12% para os 19,23 dólares.

Outras Notícias