Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços do gás natural não desciam tanto há cinco anos

Temperaturas mais suaves do que em anos anteriores e reservas acima da média estão a pressionar os preços da matéria-prima. Gás natural cai há seis sessões consecutivas e acumula uma desvalorização de 16% no período.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 16 de Janeiro de 2012 às 13:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Mais de metade das habitações norte-americanas utilizam gás natural para aquecimento. As temperaturas nos Estados Unidos estão acima das normalmente registadas nesta altura do ano. A necessidade de aquecer as habitações é mais baixa. Em consequência, o gás natural afunda em bolsa.

Os contratos futuros de gás natural estão hoje a recuar 4,23% na bolsa de Nova Iorque e negoceiam em 2,557 dólares por um milhão de unidades termais britânicas.

Os preços chegaram a descer aos 2,54 dólares, um novo mínimo desde Setembro de 2009.

A queda dos preços da matéria-prima cedem hoje terreno depois da descida em todos os dias da semana passada. No acumulado das seis sessões, o gás natural perde 16%. Esta desvalorização é a maior desde Novembro de 2006, segundo a Bloomberg.

Os serviços meteorológicos norte-americanos indicam que as temperaturas não vão descer tanto em Janeiro como em anos anteriores. Com temperaturas mais elevadas, diminui a necessidade de aquecer as habitações. O Departamento da Energia norte-americano indica que 51% das famílias dos EUA utilizam gás natural para aquecimento doméstico. Logo, diminui a procura por aquela que é a matéria-prima mais utilizada para esse fim. Com menos procura, os preços tendem a baixar.

Além disso, também as reservas de gás natural estão a pressionar os seus preços. Os inventários estão 17% acima da média dos últimos cinco anos, depois de terem estado em máximos históricos em Novembro, de acordo com a Bloomberg. Com maiores reservas, a oferta aumenta, o que conduz também à redução dos preços.

Ver comentários
Saber mais preços gás natural gás natural matéria-prima Estados Unidos
Outras Notícias