Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços da gasolina disparam com interrupção na produção devido a apagão

Os contratos futuros da gasolina subiram um máximo de 5% para o valor mais alto dos últimos cinco meses, depois do maior apagão da história americana ter resultado na interrupção do processamento de 670 mil barris diários em seis refinarias.

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 15 de Agosto de 2003 às 17:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os contratos futuros da gasolina subiram um máximo de 5% para o valor mais alto dos últimos cinco meses, depois do maior apagão da história norte-americana ter resultado na interrupção do processamento de 670 mil barris diários em seis refinarias nos EUA e Canadá.

As reservas de gasolina nos EUA encontram-se no nível mais baixo em mais de oito meses, numa altura em que a procura aumenta devido às férias de Verão, segundo dados do Departamento de Energia.

O contrato de gasolina para entrega em Setembro subia 2,9% para os 1,005 dólares (0,89 euros) por galão, depois de terem atingido os 1,025 dólares (0,95 euros) na New York Mercantile Exchange (Nymex). Desde Março passado que o galão não custava mais de um dólar (0,89 euros).

A negociação naquela bolsa encontra-se hoje reduzida à parte da manhã devido às falhas no fornecimento de electricidade em Nova Iorque

O crude [CL1], negociado na mesma praça financeira, para entrega em Setembro, descia 1,25% para os 30,70 dólares (27,28, enquanto o «brent» [CO1], em Londres, somava 0,17% para os 28,92 dólares (25,70 euros).

Ontem, algumas cidades da costa Leste dos Estados Unidos e do Canadá, como Nova Iorque, Detroit, Toronto e Ottawa, foram vítimas do maior apagão eléctrico de sempre.

A falha no sistema eléctrico terá ocorrido numa central situada perto das cataratas do Niagara, na fronteira com o Canadá, afectando cerca de 49 milhões de pessoas que se viram desprovidas de energia eléctrica, gerando o caos em algumas das principais cidades americanas no início da hora de ponta.

Ver comentários
Outras Notícias