Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços do ouro deverão arrefecer no segundo semestre

Os preços dos metais preciosos deverão continuar a subir ao longo deste ano, segundo a última nota de "research" do Barclays Capital para as "commodities". No entanto, o primeiro semestre de 2008 deverá ser muito mais promissor para o ouro do que os últim

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 01 de Fevereiro de 2008 às 16:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os preços dos metais preciosos deverão continuar a subir ao longo deste ano, segundo a última nota de "research" do Barclays Capital para as "commodities". No entanto, o primeiro semestre de 2008 deverá ser muito mais promissor para o ouro do que os últimos seis meses.

As perturbações e atrasos no fornecimento de metais preciosos, a forte procura por parte da Índia e da China, a fraqueza do dólar fraco e a debilidade da economia norte-americana são ingredientes de um cenário que tem contribuído para impulsionar os mercados de metais preciosos desde finais de 2007, salienta a casa de investimento.

De acordo com as últimas previsões dos analistas do sector, retiradas de várias fontes, o preço médio do ouro para 2008 foi revisto em alta de 32% face às projecções feitas há seis meses, para 854 dólares por onça. Os mais optimistas crêem mesmo que o metal amarelo possa superar os mil dólares.

A platina também teve uma forte revisão em alta – 47% -, com os analistas a estimarem que se fixe numa média anual de 1.530 dólares por onça, podendo mesmo chegar aos 1.750 dólares.

A prata também regista uma revisão em alta, na ordem dos 34%, para uma média de 15 dólares por onça esta ano. Só o paládio, no grupo dos metais preciosos, revela uma menor revisão altista – apenas 9%, para 372 dólares por onça.

Na opinião do Barclays, os preços do ouro deverão apresentar retornos positivos em 2008, numa base média anual, estimulados por fundamentais bastante equilibrados e potenciadores externos positivos, tais como as expectativas de um aumento da inflação, maiores receios de abrandamento económico e novos cortes dos juros pela Reserva Federal. No entanto, "esperamos que os preços do ouro valorizem no primeiro semestre de 2008, mas anulem um pouco essas perdas no segundo semestre, á medida que o cenário de crescimento global for melhorando", adverte a casa de investimento.

O metal precioso com melhor desempenho em 2008 deverá ser a platina, segundo as estimativas dos analistas do Barclays. Os inventários estão em níveis historicamente baixos e as perturbações no fornecimento por parte das minas poderão continuar a registar-se este ano, uma vez que a África do Sul continua a fazer auditorias às minas, salienta ainda a nota de "research" do Barclays, que não se mostra tão optimista quanto à prata e ao paládio, dada a existência de fracos fundamentais que poderão travar o seu potencial de subida.

Outras Notícias