Obrigações Presidente executivo da DBRS está de saída

Presidente executivo da DBRS está de saída

Stephen Joynt, que acumulará as funções com as de executive chairman, é o CEO interino com a saída de Curry. A DBRS é, entre as quatro grandes agências de rating que acompanham a dívida portuguesa, a única que classifica as obrigações nacionais em grau de investimento,
Presidente executivo da DBRS está de saída
Paulo Zacarias Gomes 29 de agosto de 2016 às 23:08

O CEO da agência de notação financeira canadiana DBRS, Daniel Curry, está de saída do cargo, anunciou esta segunda-feira, 29 de Agosto, a empresa em comunicado.

Curry, que estava à frente da empresa desde Dezembro de 2013, sai para "perseguir outros interesses" e para o seu lugar será indicado, interinamente, Stephen Joynt, que acumulará as funções com as de "executive chairman". Joynt esteve dez anos na Fitch, concorrente da DBRS, onde chegou a ser CEO.

A DBRS é, de entre as quatro grandes agências de rating que acompanham a dívida portuguesa, a única que atribui grau de investimento às obrigações nacionais, permitindo assim a sua inclusão no programa de compras do Banco Central Europeu.

Em meados de Agosto, a agência deixou avisos a Portugal, alertando que o baixo crescimento económico dificulta o problema relacionado com os elevados níveis de dívida pública e privada, o que reforçava a pressão sobre o rating da República portuguesa.

Um dia depois, veio no entanto manifestar-se confortável com o "rating" atribuído a Portugal. Fergus McComirck, responsável pela análise de ratings soberanos da DBRS, referia à Bloomberg que a empresa tinha uma perspectiva "estável, o que é uma indicação clara de que estamos confortáveis com o actual nível" de notação financeira do país.

Segundo o Financial Times, a DBRS foi comprada em 2015 por um grupo de investidores liderado pelo grupo Carlyle Group e pela Warburg Pincus.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI