Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pressão da banca leva bolsa a cair mais de 1% e acumular perdas em 2012

Mercados europeus seguem desempenho das bolsas norte-americanas e asiáticas, depois da Fed ter descartado avançar com mais medidas de estímulo. O PSI-20 cai mais de 1% e já está em terreno negativo em 2012.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 04 de Abril de 2012 às 09:44
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
A bolsa portuguesa acentuou a tendência de perdas da abertura, seguindo o desempenho das praças europeias, que também marcam perdas em torno de 1%.

Na terceira sessão consecutiva de perdas, o PSI-20 desce 1,08% para 5.431,66 pontos, com 16 cotadas em queda, duas em alta e outras tantas sem variação. Com a descida de hoje, o PSI-20 acumula uma descida de mais de 1% em 2012, invertendo da tendência positiva que vinha a registar desde o arranque do ano.

Os mercados estão hoje a ser pressionados pelo facto de a Reserva Federal dos EUA ter adiantado ontem que não há necessidade para a implementação de mais medidas de estímulo à economia. A divulgação das minutas da última reunião do banco central dos EUA penalizou a negociação no final da sessão de ontem em Wall Street e já hoje as praças asiáticas fecharam com a maior queda em sete semanas.

Além disso, foi esta manhã confirmada a contracção no sector dos serviços e da indústria da Zona Euro, aumentando o pessimismo dos investidores com a evolução da economia da região. O mercado aguarda também com expectativa os resultados da reunião de hoje do Banco Central Europeu, apesar das expectativas apontarem para a manutenção da taxa de juro de referência no mínimo histórico de 1%.

Em Lisboa é a banca que mais pressiona o PSI-20. O Banco Comercial Português cai 2,96% para 0,131 euros, o Banco Espírito Santo desvaloriza 3,16% para 1,258 euros e o Banco BPI perde 2,96% para 0,459 euros.

Os restantes pesos pesados estão também em terreno negativo. A Galp Energia recua 1,51% para 12,06 euros, a Portugal Telecom desvaloriza 0,74% para 3,87 euros e a Jerónimo Martins perde 1,23% para 15,21 euros.

Também a EDP Renováveis inverteu da tendência positiva da abertura, seguindo agora a descer 0,73% para 3,532 euros. O ING elevou a recomendação da cotada de “vender” para “neutral” e subiu o “target” em 6% para 3,50 euros. A EDP está em terreno positivo, com uma subida 0,23% para 2,163 euros, depois da Morgan Stanley ter reiniciado a cobertura das acções da eléctrica.



Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20
Outras Notícias