Bolsa PSI-20 cai pela primeira vez em seis sessões com BCP a afundar 5%

PSI-20 cai pela primeira vez em seis sessões com BCP a afundar 5%

A bolsa nacional acompanhou a queda generalizada das praças europeias, depois de o BCE ter voltado a cortar as estimativas de crescimento para a Zona Euro.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 07 de março de 2019 às 16:45

A bolsa nacional encerrou em queda esta quinta-feira, 7 de março, depois de cinco sessões consecutivas de ganhos, que levaram o PSI-20 a renovar máximos de outubro do ano passado. Na sessão de hoje, o principal índice nacional desceu 1,09% para 5.239,81 pontos, com 12 cotadas em queda, quatro em alta e duas inalteradas.

A praça portuguesa acompanhou as descidas generalizadas das bolsas europeias, que reagiram negativamente à mensagem saída da reunião do Banco Central Europeu (BCE) esta quinta-feira, que voltou a cortar as estimativas de crescimento para a Zona Euro, antecipando agora que o PIB trave ainda mais e suba apenas 1,1% em 2019 e 1,6% em 2020.

Com este pano de fundo, a autoridade monetária também alterou o seu discurso e garantiu que os juros vão ficar em mínimos históricos até ao final de 2019 e anunciou um novo programa de financiamento para a banca.

Apesar de serem medidas positivas para generalidade das empresas, que vão continuar a financiar-se a baixo custo, sinalizam preocupações acrescidas da autoridade monetária com a evolução da economia, o que pesou no sentimento dos investidores, aumentando os receios em torno da desaceleração da economia do euro.

Por outro lado, os juros baixos vão continuar a condicionar a rentabilidade do setor financeiro, precisamente aquele que está a reagir de forma mais negativa.

Na bolsa nacional, isso é visível no desempenho do BCP, que fechou a sessão a afundar 5,12% para 23,33 cêntimos.

A contribuir para a queda do PSI-20 estiveram também a Galp Energia e as cotadas do setor da pasta e do papel. A petrolífera desvalorizou 0,87% para 14,79 euros, numa sessão em que as restantes cotadas do setor da energia fecharam com sinal positivo. A EDP ganhou 0,50% para 3,24 euros, a EDP Renováveis somou 0,65% para 8,455 euros e a REN subiu 0,38% para 2,668 euros.

No setor da pasta e do papel, a maior queda foi protagonizada pela Semapa, que recuou 3,34% para 15,06 euros, seguida pela Altri, com uma descida de 2,25% para 7,39 euros, e pela Navigator que perdeu 1,71% para 4,374 euros.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI