Bolsa PSI-20 cai pelo terceiro dia com Jerónimo Martins em mínimos de 18 meses

PSI-20 cai pelo terceiro dia com Jerónimo Martins em mínimos de 18 meses

A bolsa nacional transaccionou em terreno negativo pela terceira sessão consecutiva num dia em que as perdas da Jerónimo Martins, que tocou em mínimos de Setembro de 2016, do BCP e da Mota-Engil penalizaram.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 26 de março de 2018 às 16:42

O PSI-20 encerrou a sessão bolsista desta segunda-feira, 26 de Março, a perder 0,42% para 5.319,84 pontos, com 11 cotadas em queda, seis em alta e uma inalterada, no terceiro dia seguido em que a bolsa lisboeta negociou no vermelho.

A praça lisboeta acompanhou a tendência de quedas que predominou na generalidade das principais praças europeias, numa sessão em que o índice de referência europeu Stoxx 600 recuou pelo quarto dia consecutivo, tendo mesmo tocado em mínimos de Fevereiro de 2017. 

As bolsas europeias mantiveram assim a tendência de perdas já registada na semana passada, que ficou marcada pela apreensão dos investidores em relação às consequências da guerra comercial decretadas pelos Estados Unidos contra a China. 

No plano nacional, foi a Jerónimo Martins que mais pressionou (-1,28% para 14,23 euros), na quarta sessão seguida em que a retalhista negociou em terreno negativo. Depois de na semana passada ter renovado mínimos, hoje a cotada chegou a negociar nos 14,18 euros por acção, o valor mais baixo desde Setembro de 2016. Isto no dia em que a Bloomberg noticiou, citando o jornal polaco Rzeczpospolita que, a Jerónimo Martins está a estudar a aquisição de uma concorrente na Polónia, a Piot i Pawel.

Continuando no sector do retalho, a Sonae seguiu o sentimento dominante ao perder 0,54% para 1,113 euros.

Também a pressionar esteve a Mota-Engil, que perdeu 4,47% para 3,525 euros depois de o CaixaBI ter estimado que a construtora terá terminado o ano passado com um prejuízo de 6,8 milhões de euros.

Ainda a penalizar esteve o BCP que resvalou 0,47% para 0,2741 euros numa altura em que os nomes que vão integrar a gestão executiva do banco já estarão fechados. Entretanto, o Norges Bank voltou a deter uma participação qualificada no BCP.


Nos sectores energético e das telecomunicações o sentimento dividiu-se. A EDP Renováveis deslizou 0,13% para 7,62 euros, a REN cedeu 0,08% para 2,45 euros, a Galp Energia resvalou 0,63% para 15,055 euros, enquanto a EDP avançou 0,48% para 2,951 euros. 

Já a Pharol cresceu 0,44% para 0,23 euros e a Nos caiu 0,54% para 4,748 euros. 


A travar uma maior descida do PSI-20 esteve a Altri, que avançou 1,53% para 5,32 euros, e os CTT, que apreciaram 0,64% para 3,15 euros. 

(Notícia actualizada às 16:53)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI