Bolsa PSI-20 desce pela terceira sessão e regista primeira queda semanal num mês

PSI-20 desce pela terceira sessão e regista primeira queda semanal num mês

A bolsa nacional fechou a semana em queda ao ser pressionada pela Jerónimo Martins, a Nos, a REN e o BCP. As bolsas europeias negoceiam em alta.
A carregar o vídeo ...
Tiago Varzim 15 de novembro de 2019 às 16:40

O PSI-20 fechou esta sexta-feira, 15 de novembro, a desvalorizar 0,13% para os 5.267,66 pontos. Em contraste com as bolsas europeias que estão a subir, a bolsa nacional desvalorizou pela terceira sessão consecutiva.

Na Europa e nos EUA, as bolsas negoceiam em alta após o conselheiro económico da Casa Branca, Larry Kudlow, ter dito que as negociações comerciais entre os EUA e a China estão na fase final. Neste momento, o Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, valoriza 0,31% para os 405,68 pontos.

Em Lisboa, a maior parte da cotadas (10) valorizou, mas a "força" das cotadas que desceram (6) foi maior. "A bolsa portuguesa encerrou em ligeira baixa, não obstante as valorizações registadas por algumas empresas", resumem os analistas do BPI no comentário de fecho.

O destaque pela negativa vai para a Jerónimo Martins que desceu 0,83% para os 14,85 euros no dia em que a JB Capital Markets reduziu a recomendação da cotada de "comprar" para "neutral", apesar de ter subido o preço-alvo em 6%, de 15,70 euros para 16,60 euros.

A REN caiu 0,72% para os 2,76 euros nesta sessão, sendo que a apresentação dos resultados relativos ao terceiro trimestre está prevista para o período após o fecho de hoje. Os analistas do CaixaBank BPI Reseach apontam para um EBITDA (lucros antes de impostos) de 122 milhões de euros, menos 3% em termos homólogos, e um resultado líquido de 36 milhões de euros, uma queda de 6% face ao mesmo período do ano passado. 

Uma queda mais expressiva foi protagonizada pela Nos. A empresa de telecomunicações desvalorizou 2,56% para os 5,14 euros na sessão de hoje. Já o BCP desceu 0,38% para os 20,92 cêntimos.

A travar maiores perdas no PSI-20 estiveram cotadas como a Galp Energia, que atingiu máximos de um ano durante a sessão. A petrolífera, através da sua subsidiária Petrogral Brasil, anunciou ontem a entrada em produção da unidade flutuante de produção P-68, no pré-sal brasileiro. As ações da cotada subiram 0,43% para os 15,185 euros.

Também em alta encerraram as cotadas do papel. A Altri e a Navigator, duas cotadas mais sensíveis à incerteza internacional, subiram mais de 1% depois de sinais positivos nas negociações entre os EUA e a China. A Altri subiu 1,93% para os 6,07 euros e a Navigator valorizou 1,74% para os 3,624 euros.

Ainda em alta esteve o grupo EDP. A casa-mãe valorizou 0,38% para os 3,712 euros e a EDP Renováveis subiu 0,79% para os 10,2 euros.

Com esta queda, o PSI-20 acumulou um saldo semanal negativo de 0,7%, a primeira queda semanal num mês.

(Notícia atualizada às 16h47 com mais informação)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI