Bolsa PSI-20 em alta com Corticeira Amorim e Mota-Engil a subirem mais de 1,5%

PSI-20 em alta com Corticeira Amorim e Mota-Engil a subirem mais de 1,5%

O principal índice da bolsa de Lisboa inverteu o sentimento negativo do arranque da sessão e segue agora em alta. Entre as restantes praças europeias, a tónica é também positiva, estando a maioria dos índices em alta.
PSI-20 em alta com Corticeira Amorim e Mota-Engil a subirem mais de 1,5%
Bruno Simão/Negócios
Ana Laranjeiro 05 de março de 2018 às 10:32

A bolsa nacional inverteu o sentimento negativo do arranque da sessão e segue agora em alta, em linha com as principais praças do Velho Continente. O PSI-20 ganha 0,25% para 5.380,80 pontos, com 11 cotadas em alta, seis em queda e uma inalterada.

O início da sessão, tanto em Lisboa como no resto da Europa, ficou marcado pelo pessimismo dos investidores, nomeadamente depois de as primeiras projecções indicarem que o Movimento 5 Estrelas foi o partido mais votado nas eleições legislativas em Itália, a terceira maior economia da Zona Euro. Contudo, e tal como esperado, aparentemente nenhum partido vai conseguir governar sozinho, o que abre a porta um clima de incerteza política numa das economias mais relevantes do euro. Os partidos deverão agora ter de negociar uma solução governativa, o que pode exigir algum tempo.

Contudo, cerca de duas horas depois do arranque da sessão, a maioria principais índices segue em alta, recuperando assim das perdas recentes. A excepção é, todavia, o principal índice italiano, que segue a descer 1,09%.

Em Lisboa, destaque para cotadas como a Corticeira Amorim e a Mota-Engil. A empresa de cortiça segue a subir 1,54% para 9,89 euros e a construtora cresce 1,86% para 3,835 euros.

No sector energético, a EDP sobe 0,82% para 2,812 euros e a EDP Renováveis cresce 0,78% para 7,14 euros. A REN cede 0,08% para 2,458 euros e a Galp Energia ganha 0,17% para 14,69 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão em alta nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para as importações nacionais, ganha 0,64% para 64,78 dólares por barril.

A Pharol avança 1,11% para 22,75 cêntimos. A Nos cresce 1,04% para 4,854 euros.

No sector da pasta e do papel, a Altri cresce 1,24% para 4,505 euros e a Navigator valoriza 0,70% para 4,328 euros. Já a Semapa desvaloriza 0,87% para 18,20 euros.

A Jerónimo Martins segue inalterada nos 15,165 euros e a Sonae ganha 0,61% para 1,148 euros.

A Sonae Capital recua 3,35% para 98 cêntimos depois de na sexta-feira a empresa ter comunicado que registou prejuízos de 6,5 milhões de euros, contra lucros no período homólogo, mas manteve a política de remunerar os accionistas, que vão receber 15 milhões de euros (6 cêntimos por acção), ainda assim abaixo dos 25 milhões de euros (10 cêntimos por acção) do ano passado.

Em queda estão também as acções do BCP, que recuam 0,67% para 31 cêntimos, impedindo uma subida mais pronunciada da bolsa nacional.




Saber mais e Alertas
pub