Bolsa PSI-20 no vermelho arrastado pela Corticeira Amorim e EDP

PSI-20 no vermelho arrastado pela Corticeira Amorim e EDP

O principal índice da bolsa de Lisboa terminou a sessão em queda, num dia em que os principais índices europeus negoceiam sem um rumo definido. Os investidores estiveram a digerir as notícias em torno da OPA da Comcast sobre a Sky e as palavras do novo líder da Fed.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 27 de fevereiro de 2018 às 16:43

A bolsa de Lisboa terminou em queda, num dia em que as principais praças europeias estão sem um rumo definido. O PSI-20 desceu 0,16% para 5.468,05 pontos, com 12 cotadas em queda, três em alta e três inalteradas. Os investidores concentraram as suas atenções hoje na OPA da Comcast sobre a Sky e nas declarações do novo líder do maior banco central do mundo.

A Comcast avançou com uma oferta em dinheiro para comprar a Sky plc, numa operação que concorre com a Century Fox e a Walt Disney, que já controlam 39% da maior operadora de televisão paga do Reino Unido. A companhia norte-americana oferece 12,5 libras por cada acção da Sky, o que avalia a cotada britânica em 22,1 mil milhões de libras (25 mil milhões de euros).

Jerome Powel, o novo presidente da Reserva Federal (Fed), considera que a melhor forma de responder à actual conjuntura é prosseguir com uma política de subida gradual dos juros nos EUA. Mesmo que o contexto seja de um crescimento económico forte e de preços no consumidor mais altos.

Na bolsa de Lisboa, destaque para a Corticeira Amorim, que recuou 1,75% para 10,08 euros, num dia em que a cotada apresentou as suas contas. A Corticeira Amorim fechou o ano passado com um lucro de 73 milhões de euros, menos 28,9% do que em 2016. Quando analisados os números apenas do quarto trimestre, a Corticeira registou um lucro de 16,6 milhões de euros, em linha com o estimado pelo BPI (16 milhões de euros). A queda nos lucros ficou a dever-se ao facto de em 2016 a Corticeira Amorim ter beneficiado com a mais-valia obtida através da venda de uma unidade nos Estados Unidos.

A EDP Renováveis apresentou também esta manhã os seus números, revelando que no ano passado obteve um resultado líquido de 276 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 390% face ao ano anterior. As acções da empresa liderada por Manso Neto terminaram o dia inalteradas nos 7,15 euros.

Já a EDP caiu 1,11% para 2,768 euros. O CaixaBI emitiu uma nota em que estima que a EDP terá fechado 2017 com um resultado líquido de 1.343 milhões de euros, o que representa um aumento de 40% face aos 961 milhões de euros registados em 2016.

A REN desvalorizou 0,71% para 2,504 euros e a Galp Energia caiu 0,83% para 14,86 euros. Os preços do petróleo nos mercados internacionais estão a descer, estando o Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, a recuar 0,73% para 67,01 dólares por barril.

A Jerónimo Martins desvalorizou 0,63% para 17,27 euros e a Sonae perdeu 1,32% para 1,195 euros


A Pharol terminou o dia a perder 1,08% para 22,95 cêntimos. Já a Nos subiu 0,20% para 5,04 euros.

No sector da pasta e do papel, a Altri recuou 1,27% para 4,67 euros, a Semapa caiu 1,12% para 19,48 euros e a Navigator cedeu 0,18% para 4,468 euros.

A impedir uma descida mais acentuada da praça nacional estiveram as acções do BCP, que subiram 1,96% para 29,15 cêntimos.

Em alta encerraram também as acções da Mota-Engil, que avançaram 0,25% para 4,025 euros.


(Notícia actualizada às 16:53)

 




pub