Bolsa PSI-20 prolonga ciclo de quedas com EDPR a cair quase 1,5%

PSI-20 prolonga ciclo de quedas com EDPR a cair quase 1,5%

A bolsa nacional segue em queda pelo sétimo dia consecutivo, acompanhando a tendência de perdas também verificada nas principais congéneres europeias. A EDP Renováveis, a recuar quase 1,5%, e a Navigator, que já renovou mínimos de dezembro de 2016, pressionam.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 01 de agosto de 2019 às 08:09
O índice PSI-20 abriu a sessão desta quinta-feira, 1 de agosto, a resvalar 0,22% para 4.999,98 pontos, com 12 cotadas a negociarem em queda, cinco em alta e uma inalterada no valor de fecho desta quarta-feira, dando assim continuidade ao ciclo de perdas que ontem se fixava já em seis dias consecutivos a perder valor, a mais longa série de quedas desde maio. 

A praça lisboeta acompanha desta forma as quedas registadas na generalidade das principais praças europeias que também abriram no vermelho depois de ontem a Reserva Federal ter anunciado o primeiro corte dos juros diretores em 10 anos, sinalizando, porém, que esta descida não significa que a política monetária norte-americana vá regressar a um novo ciclo de diminuição acentuada dos custos do dinheiro. 

Em Lisboa, é a EDP Renováveis que mais penaliza, com a cotada liderada por Manso Neto a perder 1,29% para 9,16 euros. Ainda no setor energético, a REN segue o sentimento dominante com uma queda de 0,20% para 2,44 euros. Em contraciclo está a EDP, com uma ligeira subida de 0,06% para 3,323 euros, e a Galp Energia, que cresce 0,11% para 14,10 euros. 

Também a condicionar o comportamento do principal índice bolsista nacional está a Navigator, que desliza 0,72% para 3,026 euros, isto numa manhã em que já renovou mínimos de dezembro de 2016. A empresa liderada por João Castello Branco tem sido pressionada pelos resultados e pela revisão em baixa de avaliações feita por várias casas de investimento. 

Continuando no setor do papel, a Altri perde 0,59% para 5,915 euros depois de ontem ter reportado que finalizou o primeiro semestre com uma descida homóloga dos lucros de 8,1% para 73,8 milhões de euros. Já a Semapa cai 0,67% para 11,90 euros. 

A impedir uma maior queda do PSI-20 está o BCP que soma 0,13% para 0,2315 euros, depois de ontem ter renovado mínimos de 1 de abril, o que se justificou com o facto de os resultados do primeiro semestre terem levantado apreensão por parte dos analistas quanto à evolução da margem financeira (diferença entre juros cobrados e pagos), apesar do aumento dos lucros para 169,8 milhões de euros.

Por fim, nota ainda para a Ramada Investimentos e Indústria que resvala 0,93% para 6,40 euros, penalizada pela queda de 94,2% dos lucros nos primeiros seis meses do ano face ao período homólogo para um resultado líquido de 3,75 milhões de euros.

(Notícia atualizada às 8:19)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI