Bolsa PSI-20 sobe pelo segundo dia com ganhos de mais de 2% da Jerónimo Martins e Galp

PSI-20 sobe pelo segundo dia com ganhos de mais de 2% da Jerónimo Martins e Galp

A bolsa nacional transaccionou em terreno positivo pela segunda sessão consecutiva, seguindo assim a tendência de ganhos registada na bolsas europeias. Subidas próximas de 2,5% da Jerónimo Martins e da Galp Energia impulsionaram.
PSI-20 sobe pelo segundo dia com ganhos de mais de 2% da Jerónimo Martins e Galp
Bruno Simão/Negócios
David Santiago 09 de março de 2018 às 16:42
O PSI-20 encerrou a sessão desta sexta-feira, 9 de Março, a somar 0,53% para 5.423,80 pontos, com 13 cotadas em alta, quatro em queda e uma inalterada, no segundo dia seguido de ganhos para a praça lisboeta. Apesar da volatilidade que marcou a semana bolsista na Europa, o PSI-20 termina a semana com uma valorização semanal de 1%, isto depois de duas semanas consecutivas a perder valor. 

Também na Europa o sentimento predominante foi positivo, com o índice de referência europeu Stoxx 600 a apreciar pela quinta sessão consecutiva, apoiado em especial pela valorização registada pelo sector das matérias-primas. A animar as praças europeias e também Wall Street esteve o facto de ter sido divulgado um relatório que mostrou uma desaceleração do ritmo de crescimento dos salários nos Estados Unidos, um factor que poderá atenuar a subida da inflação e levar a Reserva Federal da maior economia mundial a moderar intenções quanto ao calendário de subida dos juros. 

Em Lisboa, a Jerónimo Martins e a Galp Energia foram as cotadas que mais contribuíram para a subida do principal índice bolsista nacional. A retalhista somou 2,34% para 15,31 euros, enquanto a petrolífera avançou 2,55% para 15,09 euros, acompanhando assim a forte valorização do preço do petróleo nos mercados internacionais, isto numa altura em que o crude aprecia acima de 2% tanto em Londres (Brent) como em Nova Iorque (WTI). Voltando ao retalho, a Sonae fechou inalterada nos 1,15 euros com que encerrou a sessão de quinta-feira. 

Já na energia também predominou o optimismo. A EDP cresceu 0,27% para 2,921 euros e a EDP Renováveis avançou 0,47% para 7,405 euros, num dia em que a cotada liderada por Manso Neto renovou máximos de Outubro de 2009 ao tocar nos 7,455 euros por acção. Nota ainda para a REN que cresceu 0,24% para 2,50 euros. 

Também o sector ligado às telecomunicações teve um dia positivo, com a Pharol a valorizar 1,28% para 0,238 euros, numa altura em que a empresa tem, para já, os seus direitos de votos na Oi suspensos, e a Nos a subir 1,94% para 5,085 euros. Ainda do lado dos ganhos, destaque para a Semapa (+1,05% para 19,30 euros) e para os CTT (+0,64% para 3,168 euros).

A travar uma maior subida do PSI-20 esteve o BCP, que recuou 1,13% para 0,2892 euros, a Navigator, que deslizou 1,18% para 4,504 euros, e a Altri, que resvalou 0,52% para 4,755 euros.

Fora do PSI-20 nota para as subidas da Cofina, da F.Ramada e da Teixeira Duarte. A Cofina cresceu 1,48% para 0,481 euros depois de ontem ter reportado um aumento dos lucros de 17%. A F.Ramada ganhou 0,78% para 12,90 euros , num dia em que registou um novo máximo histórico (13,90 euros), depois de ter registado um aumento dos lucros.

Por fim, a Teixeira Duarte valorizou 3,38% para 0,275 euros, o que acontece depois de ontem ter revelado que ganhou um contrato, em consórcio, para a execução, reforma e expansão do aeroporto de Salvador, no Brasil, e também um contrato relacionado com obras no Hospital CUF Tejo num montante de 52,3 milhões de euros.

(Notícia actualizada às 17:00)