Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 em alta apoiado na subida de 10,5% da Mota-Engil e de 7% do BPI

A praça lisboeta terminou a sessão a avançar 1,75%, num dia em que o destaque foi para a Mota-Engil que somou perto de 10,5%. Também o BPI, que avançou mais de 7%, contribuiu para uma sessão em alta do principal índice nacional.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 03 de Fevereiro de 2015 às 16:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 28
  • ...

O PSI-20 fechou esta terça-feira a valorizar 1,75% para 5.304,82 pontos, com 15 cotadas a negociar em alta e apenas três em queda. A praça lisboeta seguiu a tendência das principais congéneres europeias, num dia em que a praça grega disparou mais de 12%, naquela que foi a melhor sessão diária desde 2012.

 

Depois das perdas registadas no período que mediou o processo eleitoral que culminou com a vitória do Syriza no dia 25 de Janeiro, a bolsa helénica beneficiou agora das declarações dos governantes gregos. O ministro das Finanças Yanis Varoufakis revelou que Atenas não procura obter um novo perdão de dívida. Varoufakis quer substituir a dívida pública grega por obrigações indexadas ao crescimento económico da Grécia e por obrigações perpétuas.

 

Por cá, a estrela da sessão foi a Mota-Engil que disparou 10,47% para 3,06 euros, numa sessão em que negociou em máximos de 8 de Dezembro de 2014. Numa sessão em que chegou a valorizar 11%, a construtora registou a maior subida diária desde 13 de Janeiro.

 

Ainda na construção, a Teixeira Duarte fechou a subir 1,54% para 0,726 euros.

 

No sector financeiro o sentimento foi misto. O BPI apreciou 7,37% para 0,889 euros, voltando assim a recuperar das perdas registadas na semana passada. Num dia em que as taxas de juro da dívida recuaram no Velho Continente, e em que as bolsas subiram, o banco liderado por Fernando Ulrich beneficiou da maior confiança evidenciada pelos investidores.

 

O sector financeiro grego registou um dia de fortes valorizações, com os mercados a receberem com agrado o anúncio de Yanis Varoufakis sobre os seus planos para a dívida grega.

 

Já o BCP fechou a ceder 0,62% para 0,0644 euros, depois de ter apresentado resultados, esta segunda-feira, 2 de Fevereiro, que mostram prejuízos de 217,9 milhões de euros no exercício de 2014.

 

Para os analistas das casas de investimento do BPI e da Caixa Geral de Depósitos, os resultados do banco liderado por Nuno Amado evidenciam uma "tendência positiva no campo operacional contrabalançada por rácios de capital mais baixos".

 

Ainda no sector da banca, o Banif terminou o dia a recuar 1,67% para 0,0059 euros.

 

Também o sector energético nacional teve um dia de ganhos com a Galp Energia a avançar 3,71% para 10,15 euros. A petrolífera portuguesa beneficiou da valorização do preço do barril de petróleo que segue a somar mais de 3%. O Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e utilizado como referência para as importações nacionais, segue a avançar 3,11% para 56,45 dólares por barril.

 

Ainda na energia, a EDP subiu 0,71% para 3,385 euros e a EDP Renováveis cresceu 0,27% para 5,916 euros. 

 

No retalho, a Sonae apreciou 4,57% para 1,212 euros enquanto a Jerónimo Martins subiu 1,14% para 10,22 euros.

 

Por fim, a PT SGPS valorizou 4,89% para 0,687 euros, acompanhada pela Nos que, no entanto, se ficou por uma subida de 0,14% para 5,527 euros. 

 

(Notícia actualizada às 16h55 com mais informações)

Ver comentários
Saber mais PSI-20 Grécia Yanis Varoufakis Mota-Engil Teixeira Duarte BPI BCP Banif Galp Energia EDP EDP Renováveis Sonae Jerónimo Martins PT SGPS Brent
Mais lidas
Outras Notícias