Bolsa PSI-20 já não subia tanto num só mês desde Novembro de 2002

PSI-20 já não subia tanto num só mês desde Novembro de 2002

O principal índice bolsista português registou o maior ganho mensal desde o final de 2002 no mês mais curto do ano. Os resultados das empresas relativos a 2013 levaram o PSI-20 a subir mais de 10% em Fevereiro, após sete meses consecutivos de valorizações.
PSI-20 já não subia tanto num só mês desde Novembro de 2002
Hugo Paula 28 de fevereiro de 2014 às 18:16

Fevereiro é o mês mais curto do ano mas isso não impediu o PSI-20 de registar o melhor desempenho mensal desde Novembro de 2002, nesta sexta-feira.

 

O índice que é actualmente composto por 19 cotadas beneficiou das apresentações de resultados de várias cotadas e valorizou 10,2%. Foi a oitava valorização mensal consecutiva com 15 cotadas a ganharem território e quatro a perderem.

 

O sector da banca destacou-se no segundo mês do ano com o Banco Espírito Santo a valorizar 25,3% para 1,416 euros, ao passo que o BCP progrediu 18,80% para 0,1972 euros. O BPI ganhou 13,25% para 1,71 euros, enquanto o Banif depreciou 3,2% para 0,0115 euros. O Espírito Santo Financial Group foi outra das quatro cotadas que contrariaram maiores subidas, ao perder 2,9% para 4,849 euros.

 

A Zon Optimus valorizou 9,2% nesta sexta-feira e ampliou o ganho deste mês para 14,2%, encerrando nos 5,67 euros. A operadora renovou um máximo de Agosto de 2008 depois de ter divulgado os resultados do ano passado e com a gestão a apresentar o plano estratégico da cotada que resultou da fusão entre a Zon e a Optimus.

 

Em contraste com a operadora está a Jerónimo Martins, que perdeu 3,1% no mês em que apresentou os resultados do ano passado. A retalhista viu o seu ritmo de crescimento na Polónia abrandar e a margem do resultado antes de juros, impostos depreciações e amortizações (EBITDA) diminuir no país. Isto, numa altura em que a presença na Colômbia ainda tem um impacto limitado nos resultados. Ainda assim, o BPI reiterou a recomendação de "comprar" e diz que a cotada liderada por Pedro Soares dos Santos não é um "anjo-caído" numa nota publicada .

 

No sector da energia destacou-se a EDP, ao somar 12,71% para terminar o mês em 3,14 euros. A eléctrica também deu conta dos números relativos à actividade no último ano, em que viu os lucros diminuírem 1% para 1.005 milhões de euros. A companhia divulgou ainda orientações para os resultados deste ano, dizendo que o EBITDA deverá ser de cerca de 3,5 mil milhões de euros.

 

Já a EDP Renováveis ganhou 9,55% no mês e encerrou a sessão desta sexta-feira inalterada nos 4,681 euros. A REN progrediu 9,78% em Fevereiro e a petrolífera Galp Energia avançou 6,10% para 12,18 euros.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI