Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 recua pela nona sessão e renova mínimos de mais de sete anos

A bolsa nacional continua a negociar em terreno negativo, atingindo um novo mínimo de 2003, penalizada com maior impacto pela Galp Energia e pela EDP. Na Europa os mercados seguem também a recuar pelo segundo dia, pressionados pelo desacordo entre Paris e Berlim sobre o papel do BCE.

Andreia Major amajor@negocios.pt 18 de Novembro de 2011 às 11:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O PSI-20 desliza 0,27% para 5.425,80 pontos, com oito cotadas em alta, 11 cotadas em queda, e uma a negociar inalterada.

O índice recuou para um nível abaixo dos 5.400 pontos, renovando assim o mínimo de Abril de 2003.

Na Europa a tendência é também negativa, com os mercados a reflectirem os receios dos investidores de que os líderes europeus não irão conseguir arranjar uma solução para travar a crise da dívida soberana.

A pressionar os mercados está também o facto de Paris e Berlim terem assumido posições opostas sobre o papel do BCE. Os mercados estão a castigar França e Espanha.

"Se os políticos pensam que o BCE pode solucionar a crise do euro, estão enganados." Foi assim que Angela Merkel assumiu publicamente discordar do que o ministro francês das Finanças havia dito na noite anterior (anteontem). "O caminho para prevenir o contágio é o FEEF ter uma licença bancária", sublinhou o ministro.

A crise da dívida tem afectado outros países, além dos países que já pediram ajuda financeira. Espanha financiou-se anteontem a um preço recorde. França também pagou mais do que o "rating" AAA faria prever.

Por cá, a Galp Energia e a EDP são as cotadas que mais penalizam o índice nacional. A petrolífera recua 1,98% para 12,16 euros, e a energética perde 0,35% para 2,303 euros.

No restante sector energético a tónica é mista. A EDP Renováveis avança 1,04% para 4,284 euros, e é a terceira cotada que mais trava as quedas do índice. A REN cai 0,50% para 1,99 euros.

Segue-se a Cimpor, a diminuir 1,39% para 4,95 euros, e o BES, que recua 0,65% para 1,224 euros. No restante sector da banca a tendência é mista. O BCP aprecia 1,77% para 0,115 euros, e é a quarta cotada que mais trava as quedas do PSI-20. O BPI reduz 0,93% para 0,425 euros, e o Banif negoceia estável nos 0,29 euros.

Em terreno negativo estão ainda a Zon, a cair 0,91% para 1,861 euros, e a Sonae Indústria, que desvaloriza 1,82% para 0,54 euros. A Semapa desce 0,57% para 5,455 euros, e a Mota-Engil deprecia 0,38% para 1,036 euros.

A travar maiores quedas da praça lisboeta está a Jerónimo Martins. A retalhista valoriza 0,39% para 12,865 euros. A Brisa ganha 2,15% para 2,379 euros. A Portucel avança 0,06% para 4,819 euros, e a Sonaecom SGPS aprecia 0,41% para 1,224 euros.
Ver comentários
Saber mais PSI-20 Galp Energia EDP Cimpor BES BCP BPI Banif
Outras Notícias