Bolsa PSI-20 soma sexta sessão de ganhos à boleia da Jerónimo Martins

PSI-20 soma sexta sessão de ganhos à boleia da Jerónimo Martins

Depois de ter negociado em máximos de mais de um mês, o PSI-20 encerrou com um ganho ligeiro inferior a 0,1%, impulsionado pela Jerónimo Martins e pela EDP.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 25 de julho de 2016 às 16:48

A bolsa nacional encerrou em alta esta segunda-feira, 25 de Julho, pela sexta sessão consecutiva, com o PSI-20 a ganhar 0,08% para 4.654,01 pontos. Das 18 empresas que compõem o índice nacional, dez fecharam a subir, sete a descer e uma inalterada.

 

Durante a sessão, o PSI-20 chegou a negociar em máximos de mais de um mês, mas acabou por atenuar os ganhos devido à descida dos preços do "ouro negro" nos mercados" que penalizou o desempenho das petrolíferas.

 

Na Europa, os principais índices dividem-se entre ganhos e perdas ligeiras, depois de o Stoxx600 ter atingido, durante a sessão, o nível mais alto desde 23 de Junho. Nesta altura, o índice de referência para a Europa ganha 0,01% para 340,37 pontos.

 

Na bolsa nacional, a Jerónimo Martins e a EDP foram as cotadas que mais impulsionaram o PSI-20. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos ganhou 2,06% para 14,36 euros enquanto a eléctrica valorizou 1,33% para 3,04 euros. Já a EDP Renováveis subiu 0,6% para 7,021 euros.

 

A contribuir para os ganhos da bolsa nacional esteve também a Nos, que ganhou 1,05% para 5,78 euros, depois de a Berenberg ter antecipado um aumento significativo nos dividendos a partir de 2017. No entanto, a casa de investimento cortou as estimativas para o EBITDA da Nos, devido essencialmente aos direitos de transmissão de jogos de futebol da primeira liga, e opreço-alvo para as acções de 6,85 euros para 6,80 euros.

 

Por outro lado, a travar maiores ganhos do PSI-20 estiveram a Galp Energia e o BCP. A petrolífera liderada por Carlos Gomes da Silva perdeu 2,59% para 12,21 euros, acompanhando a queda dos preços do ouro negro nos mercados internacionais. Já o BCP caiu 3,47% para 1,95 cêntimos, depois de ter valorizado mais de 5,5% nas últimas três sessões.

 

Ainda na banca, o BPI recuou 0,18% para 1,114 euros e o fundo do Montepio encerrou inalterado em 48 cêntimos.

 

Além da Galp, BCP e BPI também a Navigator, a Pharol, a Mota-Engil e a Sonae Capital encerraram com sinal vermelho. 


(Notícia actualizada às 17:00)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI