Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 valoriza 16,26% em 2007 com Soares da Costa e Galp a liderarem os ganhos

O PSI-20 valorizou 16,26% em 2007, acumulando ganhos pelo quinto ano consecutivo. As acções da Soares da Costa e da Galp foram as que valorizaram mai,s enquanto a Sonaecom liderou as descidas na bolsa nacional este ano.

Maria João Soares mjsoares@negocios.pt 31 de Dezembro de 2007 às 14:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O PSI-20 valorizou 16,26% em 2007, acumulando ganhos pelo quinto ano consecutivo. As acções da Soares da Costa e da Galp foram as que valorizaram mai,s enquanto a Sonaecom liderou as descidas na bolsa nacional este ano.

O PSI-20 [psi20] encerrou a última negociação do ano a cotar nos 13.019,36 pontos, registando uma valorização anual de 16,26%. Há cinco anos consecutivos que o principal índice português acumula ganhos e sempre superiores a dois dígitos: 29,92%, em 2006, 13,40%, em 2005, 12,64%, em 2004 e 15,84% em 2003.

Em relação às principais praças europeias, o PSI-20 foi ainda um dos que mais valorizou, só ultrapassado pelo alemão DAX [dax] que subiu 22% em 2007.

O Ibex [ibex], o CAC [cac] e o Footsie [ukx] tiveram subidas mais modestas, de 7,3%, 1,3% e 3,7%, respectivamente. O Dow jones Stoxx 600 registou mesmo a primeira queda anual desde 2002.

Na bolsa portuguesa a Soares da Costa e a Galp foram as empresas que mais valorizaram. A Soares da Costa [sco] acumulou um ganho de 200%, para 2,04 euros, no ano em que Manuel Fino adquiriu a maioria do capital da construtora.

A Galp [galp pl] foi a principal estrela da bolsa, com uma valorização de 164,99% para 18,39 euros. As acções da petrolífera valem agora mais de 3 vezes o preço pago pelos investidores na Oferta Pública de Venda realizada em Outubro de 2006.

Em terceiro lugar nas maiores valorizações ficou a Jerónimo Martins [jmar], que subiu 58,82% para 5,40 euros. A retalhista beneficiou do sucesso da expansão na Polónia que culminou com a aquisição das lojas Plus no país e em Portugal.

A EDP [edp] também termina o ano em terreno positivo, subiu 16,41% para 4,47 euros, ocupando o sexto lugar entre as maiores valorizações, atrás da Altri e da Sonae SGPS.

A Portugal Telecom [ptc] foi a oitava empresa que mais subiu, no ano em que conseguiu evitar o sucesso da OPA lançada pela Sonaecom em 2006 e em que concretizou a cisão da PT Multimédia. A maior operadora nacional subiu 8,60% para 8,93 euros.

Já a Sonaecom [snc] destacou-se pela negativa, tendo sido a empresa que mais desvalorizou em 2007: 34,26% para 3,30 euros.

A Impresa [ipr] é outro dos destaques negativos, foi a segundo companhia com pior performance bolsista, este ano, tendo perdido 11,97% para 2,06 euros, a reflectir a perda de audiência da SIC.

Também em terreno negativo encerrou o BPI, que em 2007 escapou à OPA do BCP. As acções do banco liderado por Fernando Ulrich desvalorizaram 9,31% para 5,36 euros, ocupando a quarta posição no ranking das que mais caíram, este ano.

O BCP [bcp] acumulou um ganho de 4,29%, em 2007, para 2,92 euros, tendo sido a cotada com a menor valorização entre as 11 que subiram.

A REN [rene], cuja negociação em bolsa começou em Julho deste ano, subiu 31,6% para 3,62 euros.

Outras Notícias