Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT cai e pressiona a bolsa nacional

A bolsa nacional seguia pouco alterada com a Portugal Telecom a pressionar o índice, enquanto a Brisa evitava maiores perdas. O PSI-20 cedia 0,03%, no dia em que as atenções vão estar voltadas para a assembleia geral do BPI.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 20 de Abril de 2006 às 12:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional seguia pouco alterada com a Portugal Telecom a pressionar o índice, enquanto a Brisa evitava maiores perdas. O PSI-20 cedia 0,03%, no dia em que as atenções vão estar voltadas para a assembleia geral do BPI.

O principal índice nacional [psi20] recuava para os 10.301,53 pontos, com nove acções a cair, sete a subir e quatro inalteradas.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] desvalorizava 0,2% para os 10,15 euros, sem reagir à revisão em alta da recomendação para as acções da operadora. O HSBC reviu em alta a recomendação para os títulos da PT de «underweight» para «neutral». A casa de investimento, estabeleceu como preço-alvo para as acções da PT os 10,50 euros.

A Brisa [brisa] somava 0,61% para os 8,25 euros, numa altura em que a Energias de Portugal (EDP) [edp] seguia inalterada nos 3,32 euros.

As acções do Banco BPI [bpin] recuavam 0,17% para os 5,87 euros. O conselho de administração do banco já anunciou que adiou a deliberação relativa à aquisição de acções próprias.

A imprensa de hoje é unânime em antecipar um clima pacífico na assembleia geral (AG), onde se espera que o ponto mais polémico acabe por ser a proposta de aquisição de acções próprias, que poderá acabar por ser retirada na sequência das reservas levantadas pela CMVM.

O Banco Comercial Português (BCP) [bcp], que está a lançar a oferta pública de aquisição (OPA) sobre o BPI, seguia estável nos 2,53 euros.

Já o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] contrariava esta tendência e subia 0,2% para os 14,93 euros. As acções do BES começam a negociar em bolsa sem direito ao aumento de capital a partir do próximo dia 27 de Abril. O período de subscrição vai decorrer entre 3 e 23 de Maio.

A Corticeira Amorim [cor] voltou a disparar, subindo mais de 7% para os 2,27 euros, depois de ter tocado nos 2,32 euros, o que representa o valor mais elevado desde Agosto de 1998. A empresa tem vindo a renovar novos máximos nos últimos dias, com valorizações acentuadas, não havendo notícias conhecidas que justifiquem este comportamento.

A Semapa [sema], que também atingiu o nível mais elevado de sempre na sessão de hoje ao tocar nos 9,42 euros, recuava 0,32% para os 9,36 euros.

Outras Notícias