Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT e BCP representam 73% das F&A em 2005

O valor envolvido em operações de fusão e aquisição deverá, no final dos primeiros seis meses de 2005, ascender a 3.485 milhões de dólares em Portugal, revela um estudo divulgado pela KPMG Corporate Finance.

Susana Domingos sdomingos@negocios.pt 20 de Junho de 2005 às 11:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O valor envolvido em operações de fusão e aquisição deverá, no final dos primeiros seis meses de 2005, ascender a 3.485 milhões de dólares em Portugal, revela um estudo divulgado pela KPMG Corporate Finance.

Até 6 de Junho deste ano, o número de operações completadas ascendia a 43, com cerca de 2.904 milhões de dólares envolvidos, prevendo-se que se completem mais nove até ao final de Junho.

O montante total das operações de F&A registou um crescimento de 10% face ao registado no período homólogo de 2004, embora o número de operações completadas tenha sofrido uma quebra de 16%.

Os sectores financeiro e de telecomunicações foram os mais activos no primeiro semestre, com as operações realizadas pelo Millennium bcp e pela Portugal Telecom a representarem 73% dos valores transaccionados pelas empresas portuguesas.

O Millennium bcp alienou a actividade de seguros ao Banco Fortis por 622 milhões de dólares e adquiriu os restantes 50% do banco grego Novobank, por 428 milhões de dólares. Nas telecomunicações, o programa de recompra de acções da PT, que readquiriu 3,23% do seu capital este ano, envolveu um total de 413 milhões de euros.

Além disso, a operadora concluiu a alienação do segmento de «media», com a venda da Lusomundo ao consórcio Control investe, por 398 milhões de dólares. Ainda no sector de «media», o Banco BPI concluiu a venda dos 41,37% do capital da SIC à Impresa.

Compras de Espanha em Portugal superaram as de Portugal em Espanha.

As operações concluídas por empresas portuguesas em Espanha no primeiro semestre deste ano limitaram-se a duas, envolvendo 142 milhões de dólares, enquanto as F&A de espanhóis em Portugal ascendeu a sete.

A aquisição de 36,08% da Gescartão por parte da Europac e a aquisição do negócio do gás e petróleo líquido da Shell Portugal à Repsol Butano foram dois dos negócios que os espanhóis concluíram em Portugal.

Outras Notícias