Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT e PTM saem «derrotadas» com oferta «Triple Play» da Sonaecom

Através da oferta «Triple Play» – novo serviço que vai ser lançado pela Sonaecom, integrando televisão, Internet e voz num só fio de telefone – a Portugal Telecom e a PT Multimédia saem «derrotadas», afirmam os analistas do BPI acrescentando que os concor

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 17 de Junho de 2005 às 11:07

Através da oferta «Triple Play» – novo serviço que vai ser lançado pela Sonaecom, integrando televisão, Internet e voz num só fio de telefone – a Portugal Telecom e a PT Multimédia saem «derrotadas», afirmam os analistas do BPI acrescentando que os concorrentes (neste caso a Sonaecom) e os consumidores serão os «vencedores».

A participada da Sonae SGPS anunciou ontem que vai lançar o «Triple Play», que funciona com base na distribuição integrada de voz, Internet e sinal de TV sobre o fio de telefone. Ou seja, irá correr sobre a rede que a Sonaecom já possui e onde já investiu 300 milhões de euros. Além desse valor, a empresa liderada por Paulo Azevedo investiu ainda cinco milhões de euros só no projecto de televisão paga.

Este serviço é a nova arma da Sonaecom para conquistar 10% da quota de mercado da televisão paga nos próximos dois anos. A empresa pretende lançar o novo serviço no segundo semestre deste ano e prevê atingir 20 mil clientes até ao final de 2005 e 200 mil no espaço de dois anos.

No Iberian Daily do BPI, os analistas Ricardo Pimentel Seara e Flora Trindade consideram que estas são «boas» notícias para a Sonaecom «uma vez que isto significa que vai entrar num negócio que vai acrescentar valor ao seu projecto de Banda larga, através do alargamento da oferta dos seus produtos que vai desde telefone e ADSL à televisão e outros conteúdos relacionados».

«Para nós isto representa uma revolução no mercado de telecomunicações e de ‘media’ português, uma vez que a PTM vai passar agora a enfrentar concorrência na televisão paga e os produtores de ‘media’ passam a ter plataformas de distribuição alternativa para substituir os seus conteúdos», acrescentam os especialistas.

A mesma fonte adianta que, tal como tinha afirmado no seu relatório intitulado «A Revolução de Banda larga Portuguesa», esperava-se que os operadores alternativos providenciassem a oferta do «Triple Play», roubando clientes primeiramente aos produtos ADSL da PT, depois à Internet por Cabo da PTM e, numa fase posterior, à sua oferta TV Cabo.

Assim, «concluímos que no seio deste ‘jogo’, a PT e a PTM seriam as «derrotadas’ enquanto os consumidores e os operadores alternativos seriam os ‘vencedores’», explicam os analistas acrescentando que «agora que a visibilidade do futuro da Banda Larga está mais transparente, o impacto nas partes envolvidas poderá também tornar-se mais visível».

ESR diz que Sonaecom conseguirá obter quota de mercado «significativa» na televisão paga

Os especialistas da Espírito Santo Research também acreditam que esta é uma «boa» oportunidade para a Sonaecom mostrando-se, no entanto, mais cautelosos uma vez que o projecto ainda está no processo inicial.

O impacto desta notícia na participada da Sonae SGPS é «neutro» porque a empresa está a preparar o ‘Triple Play’ mas actualmente está ainda em processo de começar a conseguir captar acesso directo a clientes com a sua oferta», explicam Rui Cesário Pereira, Nuno Pinto e Fabian Lares da ESR.

Os especialistas sublinham, por outro lado, que acreditam que a Sonaecom «deverá ter uma boa oportunidade de ganhar uma quota de mercado significativa na televisão paga e no mercado de Internet, mas necessita de ultrapassar o ritmo actual para ligar potenciais clientes».

As acções da Sonaecom subiam 0,29% para os 3,46 euros, a PT Multimédia seguia inalterada nos 8,55 euros e a PT valorizava 0,63% para os 7,95 euros.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio