Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT em mínimo de 2003 pressiona bolsa nacional

A Euronext Lisbon desvalorizava pressionada pela queda superior a 1% da PT, que renovava o mínimo de 18 meses. O PSI-20 descia 0,47% e acompanhava a tendência das congéneres europeias.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 24 de Junho de 2005 às 10:14
  • Partilhar artigo
  • ...

A Euronext Lisbon desvalorizava pressionada pela queda superior a 1% da PT, que renovava o mínimo de 18 meses. O PSI-20 descia 0,47% e acompanhava a tendência das congéneres europeias.

As praças europeias depreciavam no dia em que o petróleo voltou a tocar nos 60 dólares, devido à especulação de que as refinarias não terão capacidade de aumento de produção de «diesel», gasolina e gasóleo para aquecimento, para responder à procura.

O PSI-20 [psi20] cedia 0,47% para os 7.505,07 pontos, numa altura em que seguia com 11 quedas, quatro subidas e cinco títulos inalterados.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] escorregava 1,13% para os 7,88 euros, depois de ter tocado no valor mínimo de Dezembro de 2003 ao negociar nos 7,86 euros. A operadora nacional tem sido alvo de revisões em baixa por parte de casas de investimento. Hoje a Citigroup também reduziu o «target» para a PT de 9 euros para os 8,60 euros.

O Banco Comercial Português (BCP) [bcp] também pressionava o principal índice nacional ao descer 0,94% para os 2,11 euros. A emissão dos valores convertíveis de 700 milhões de euros realizada pelo BCP em 2002, e que matura este ano, deverá impedir as acções do banco de superar, em 2005, a barreira dos 2,20 euros. Segundo a ES Research, a instituição precisa de alienar activos no valor de 400 milhões de euros para cumprir a meta do Tier I core nos 6%.

A restante banca seguia a mesma tendência, com o Banco BPI [bpin] a recuar 0,32% para os 3,14 euros e o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] descia 0,23% para os 12,80 euros.

A Brisa [brisa] contrariava a tendência e ganhava 0,31% para os 3,14 euros. A Media Capital [mcp] também evitava maiores perdas ao valorizar 1,56% para os 6,50 euros, enquanto a Impresa [ipr] e a Cofina [cofi] perdiam 1,12% para os 5,28 euros e 0,35% para os 2,88 euros, respectivamente.

A Sonae SGPS [son] recuava 0,87% para os 1,14 euros e a PT Multimédia [ptm] descia 0,81% para os 8,55 euros.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] seguia inalterada nos 2,09 euros.

A Cimpor [cimp] subia 0,22% para os 4,64 euros, depois de ter renovado o máximo de 2002 ao cotar nos 4,64 euros.

Outras Notícias