Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT impede Euronext Lisbon de acompanhar ganhos da Europa (act)

A Euronext Lisbon fechou mista, com a queda das acções da Portugal Telecom a contrariarem os ganhos da Electricidade de Portugal e do Banco Comercial Português. O PSI-20 desceu 0,04% e a Cofina fixou um máximo desde Dezembro de 2000.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 26 de Março de 2004 às 18:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Euronext Lisbon fechou mista, com a queda das acções da Portugal Telecom a contrariarem os ganhos da Electricidade de Portugal e do Banco Comercial Português. O PSI-20 desceu 0,04% e a Cofina fixou um máximo desde Dezembro de 2000.

O PSI-20 [psi20] terminou a sessão nos 7.502,51 pontos, com nove empresas a subir, cinco em queda e as restantes seis inalteradas. Na Europa a sessão foi de ganhos, embora modestos, depois do índice que mede a confiança dos empresários alemães ter recuado.

À semelhança de ontem, a Portugal Telecom [PTC] voltou a contrariar a tendência do mercado, verificando uma depreciação de 1,76% para os 8,93 euros. A desvalorização dos títulos da operadora de telecomunicações anulou os ganhos das acções da EDP [EDP] e do Banco Comercial Português [BCP].

Também a Sonae SGPS [SON] pressionou o índice, ao verificar uma queda de 1,08% para os 0,92 euros, enquanto a subsidiária Sonaecom [SNC] fechou sem variação de preços nos 3,04 euros.

Na banca o Banco Espírito Santo [BESNN] e o Banco BPI [BPIN] também terminaram sem alterações face à última cotação, mas o Banco Comercial Português somou mais 1%, para fechar a valer 2,02 euros.

A EDP [edp] foi quem mais impulsionou o índice, com uma valorização de 1,33% para os 2,28 euros. O Barclays divulgou hoje uma recomendação de «compra» para as acções da EDP, sugerindo um preço alvo de 3,10 euros.

O banco britânico emitiu ainda estudos positivos sobre a Novabase [nba] e a Soluções Automóvel Globais (SAG) [SAG]. A empresa tecnológica cresceu 1,64% para os 6,80 euros e a companhia de automóveis terminou sem variação nos 1,55 euros.

A Cofina [cofi] e a Semapa fixaram hoje novos máximos de pelo menos 12 meses, com a empresa liderada por Paulo Fernandes a subir um máximo de 5,86% para os 3,25 euros, a que equivale um máximo desde 2000. a empresa anunciou ontem que as receitas da Investec cresceram cerca de 12% nos primeiros dois meses do ano

Já a Semapa [sema] valorizou 0,51%, depois de ter verificado uma subida máxima de 2,29% para os 4,02 euros, a que corresponde um máximo de Agosto de 2002. A empresa tem apresentado uma tendência ascendente desde que alienou 49% da Secil.

Ainda pressionar a sessão a Cimpor caiu 0,24% para os 4,30 euros, a Brisa desceu 0,54% para os 5,55 euros e a Portucel desceu 0,64% até aos 1,56 euros.

Ver comentários
Outras Notícias