Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PTM e EDP impulsionam PSI-20 no final do fecho (act)

Os títulos da Electricidade de Portugal (EDP) e da PT Multimedia impulsionaram o índice PSI-20 a fechar positivo com uma valorização de 0,11%. O índice nacional chegou hoje a alcançar um novo máximo nos 6.770,53 pontos.

Bárbara Leite 30 de Dezembro de 2003 às 17:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os títulos da Electricidade de Portugal (EDP) e da PT Multimedia impulsionaram o índice PSI-20 a fechar positivo com uma valorização de 0,11%. O índice nacional chegou hoje a alcançar um novo máximo nos 6.770,53 pontos.

O índice PSI-20 fechou nos 6.739,63 pontos, a valorizar 0,11% em linha com o fecho das restantes praças europeias, à excepção de Madrid.

No final, seis títulos terminaram negativos, cinco inalterados e nove positivos.

A recuperação de 0,97% dos títulos da EDP no final da sessão para os 2,09 euros, foi o principal motor para a subida do índice nacional.

A Espírito Santo Research reiterou, ontem, para o próximo ano, a recomendação de «compra» para a eléctrica nacional baseado nos atractivos níveis de valorização e perspectivas positivas com novos acontecimentos como a aquisição do gás natural e negociação dos contratos de aquisição de energia.

A PT Multimedia, beneficiando da expectativa de pagamento de dividendos em 2004, subiu 2,65% para os 15,50 euros.

Pela positiva, destacaram-se ainda as acções da Sonae e da Impresa. Esta última reflectiu os comentários quer do Santander quer do BPI relativos a potenciais aumentos nas receitas publicitárias com o Euro2004. A empresa de media fechou a valorizar 3,52% para os 3,53 euros e a empresa de Belmiro de Azevedo cotou no final da sessão nos 0,67 euros, o que traduziu uma subida de 1,52%.

Pela negativa, ficou a banca. O Banco Comercial Português (BCP) e o Banco Espírito Santo (BES) foram os que mais contribuíram anular os ganhos do PSI-20.

O banco de Jardim Gonçalves fechou a cair 0,57% para os 1,76 euros, tendo sido o título mais líquido na sessão com 11,49 milhões de acções negociadas.

Ver comentários
Outras Notícias