Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda de 10% da Dell impede ganhos no Nasdaq

Dow Jones e S&P 500 conseguiram fechar o dia em alta ligeira, mas as perdas da Dell atiraram o índice tecnológico para o vermelho.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 17 de Agosto de 2011 às 21:27
  • Partilhar artigo
  • ...
As bolsas norte-americanas fecharam mistas, com o Nasdaq a ceder 0,47% penalizado pela queda da Dell, que arrastou o sector tecnológico.

O Dow Jones subiu 0,04% para 11.410,06 pontos e o S&P500 ganhou 0,09% para 1.193,88 pontos, numa sessão em que os índices norte-americanos oscilaram entre ganhos e perdas.

A Dell afundou 10,13% para 14,20 dólares, depois da fabricante de computadores ter anunciado vendas que falharam as estimativas dos analistas. No mesmo sector, a Hewlett-Packard cedeu 3,93% e a Intel desvalorizou 0,58%.

Os resultados da Dell decepcionaram o mercado pois representam um importante barómetro de redução do consumo nos Estados Unidos, numa altura em que crescem os receios com uma travagem brusca da maior economia do mundo.

Os comentários de dois governadores da Reserva Federal também pressionaram as acções, já que estes se mostraram contra a adopção de mais medidas para impulsionar a economia, mostrando-se também contra a promessa recente de Ben Bernanke, de manter os juros em mínimos históricos até meados de 2003.

Charles Plosser, presidente do Fed Bank of Philadelphia, afirmou mesmo à Bloomberg que a decisão não unânime, tomada na última reunião, representa uma “ política inapropriada numa altura inapropriada”. Já o presidente da Fed de Dallas afirmou que o banco central não deveria adoptar uma politica monetária com vista a proteger os investidores no mercado accionista.

A impulsionar o Dow e o S&P500 estiveram os resultados positivos apresentados por outras empresas.

Os lucros da Staples superaram o previsto pelos analistas no segundo trimestre, o que levou as acções a subirem 0,49%. A Target, segunda maior retalhista dos Estados Unidos, ganhou 2,39% para 50,55 dólares, depois de revelar que os resultados do segundo trimestre atingiram os 1,03 dólares por acção, mais do que os 97 cêntimos antecipados pelo mercado.

Pela positiva destaque ainda para a Eastman Kodak, que disparou 25,7%, depois da Bloomberg ter noticiado, citando analistas, que o valor das patentes que a empresa possui, é cerca de cinco vezes superior à sua capitalização bolsista.

Na banca, que na véspera tinha sido penalizada pela proposta de Merkel e Sarkozy de taxar as transacções financeiras, o dia foi de recuperação. O JPMorgan ganhou 1,36% para 36,52 dólares e o Bank of America somou 0,68% para 7,45 dólares.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Dow Jones S&P500 Nasdaq Dell Kodak
Outras Notícias