Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda do desemprego nos EUA pressiona moeda europeia

A moeda única europeia segue a cair face ao dólar depois de ser conhecido que a taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu em Fevereiro e que foram criados mais postos de trabalho do que o esperado.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 09 de Março de 2007 às 16:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A moeda única europeia segue a cair face ao dólar depois de ser conhecido que a taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu em Fevereiro e que foram criados mais postos de trabalho do que o esperado.

O euro [eur] cai 0,15% para os 1,3113 dólares. A moeda norte-americana está também a valorizar face ao iene para o valor mais alto da semana.

Após ser conhecido que a taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu para os 4,5%, diminuíram as expectativas de que a Reserva Federal (Fed) norte-americana vá reduzir o valor da taxa de juro de referência, actualmente nos 5,25%. Se na semana passada, 100% dos analistas apostava que a Fed ia diminuir o valor da taxa de juro, hoje apenas 79% acredita nisso.

Em Fevereiro foram criados 97 mil postos de trabalho nos Estados Unidos. Este número, apesar de ser inferior ao registado em Janeiro, ficou acima das estimativas dos economistas consultados pela Bloomberg que apontavam para 95 mil novos postos de trabalho. A taxa de desemprego caiu 0,1 pontos percentuais para os 4,5%.

Os 75 economistas contactados pela Bloomberg prevêem que a economia dos Estados Unidos tenha crescido 2,4% no último trimestre de 2006 e 3% no conjunto do ano. No terceiro trimestre de 2006, o Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano cresceu 2,2%.

Hoje foi ainda conhecido que o défice comercial dos Estados Unidos diminuiu em Janeiro de 61,5 mil milhões de dólares para os 59,1 mil milhões de dólares, de acordo com os dados do Departamento do Comércio norte-americano.

Outras Notícias