Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda do petróleo anima bolsas dos Estados Unidos

As principais praças norte-americanas encerraram a subir, impulsionadas pela queda dos preços do petróleo, que sustentou as retalhistas e entidades de concessão de cartões de crédito.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 12 de Agosto de 2008 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As principais praças norte-americanas encerraram a subir, impulsionadas pela queda dos preços do petróleo, que sustentou as retalhistas e entidades de concessão de cartões de crédito.

O Dow Jones fechou a ganhar 0,39%, fixando-se nos 11.780,24 pontos, e o S&P 500 subiu 0,69%, para 1.305,25 pontos.

O índice compósito Nasdaq marcou 2.439,95 pontos, com uma valorização de 1,07%.

Os 29 títulos constantes do índice de retalho do Standard & Poor’s 500 ganharam todos terreno, animados com a queda dos preços do crude e com o facto de o Goldman Sachs Group ter referido que a Wal-Mart Stores poderá rever em alta a sua previsão de lucros.

Os títulos financeiros contribuíram para a valorização do S&P500, com a American Express, Discovery Financial Services e Capital One Financial Corp a ganharem mais de 4%.

“Poderemos assistir a mais uma subida de 6% a 8% nos próximos meses, à medida que os investidores forem seleccionando os títulos que melhor se comportam num ambiente de menores preços do petróleo”, comentou à Bloomberg o presidente da James Investment Research, Barry James.

Depois de cair para um mínimo de dois anos e meio a 15 de Julho, o S&P 500 já recuperou 7,5%. Desde o início do ano, regista uma queda de 11%, uma vez que os custos recorde do combustível e as perdas da banca decorrentes da crise do “subprime” levaram os analistas a rever em baixa muitas previsões de lucros.

A Wal-Mart ganhou 3,1% para 59,67 dólares. A Amazon.com registou a subida mais acentuada em duas semanas, ao valorizar 11% para 89 dólares.

Ver comentários
Outras Notícias