Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda do petróleo e indicadores económicos pressionam Wall Street

As bolsas dos Estados Unidos abriram em queda pressionadas pela descida dos preços do petróleo e por indicadores económicos como os preços do comércio grossista. Isto depois de o S&P500 ter registado ontem a maior valorização em mais de um mês.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 13 de Março de 2015 às 13:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Os principais índices norte-americanos iniciaram a sessão desta sexta-feira, 13 de Março, em terreno negativo, pressionados pela descida dos preços do petróleo nos mercados internacionais e por indicadores económicos, como os preços no comércio grossista.

 

O índice industrial Dow Jones desce 0,23% para 17.853,3 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq perde 0,1% para 4.888,44 pontos. Já o S&P500 desvaloriza 0,2% para 2.062,53 pontos.

 

O S&P500 registou, ontem, a maior subida desde 3 de Fevereiro, depois de ter sido divulgada uma queda nas vendas a retalho, que alimentou a expectativa sobre a manutenção dos juros baixos nos Estados Unidos por mais tempo.

 

"Más notícias são boas notícias, e boas notícias são más notícias nos Estados Unidos, e tudo está ligado à política monetária", explicou, em declarações à Bloomberg, Christian Gattiker, director de research do Julius Baer Group, em Zurique.

 

Já esta sexta-feira foi divulgado que os preços do comércio grossista nos Estados Unidos caíram, inesperadamente, em Fevereiro pelo quarto mês consecutivo. Os preços desceram 0,5% no mês passado, depois da queda de 0,8% registada em Janeiro, de acordo com os dados do Departamento do Comércio.

 

Esta tarde será ainda divulgado o índice de confiança dos consumidores que, segundo os economistas consultados pela Bloomberg, deverá ter subido de 95,4 pontos em Fevereiro para 95,5 pontos em Março.   

 

A contribuir para a queda das bolsas está ainda a desvalorização dos preços do petróleo nos mercados internacionais. O West Texas Intermediate (WTI) perde 2,21% para 46,01 dólares enquanto o Brent cai 0,96% para 56,53 dólares. 

Ver comentários
Saber mais Estados Unidos bolsa macroeconomia Departamento do Comércio economia negócios e finanças mercado e câmbios
Outras Notícias