Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda dos preços das casas e Adobe penalizam bolsas americanas

As praças do outro lado do Atlântico encerraram em baixa, penalizadas pela queda dos preços das casas nos EUA e pelas previsões decepcionantes para as vendas da Adobe.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 22 de Setembro de 2010 às 21:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Os principais índices norte-americanos terminaram no vermelho, pressionados pela descida dos preços das casas em Julho nos EUA, o que suscitou receios em torno da retoma económica. Além disso, a Adobe Systems previu um volume de vendas aquém das estimativas dos analistas, ajudando ao mau desempenho do sector tecnológico.

O Dow Jones fechou a perder 0,20%, fixando-se nos 10.739,54 pontos. O S&P 500 cedeu 0,48% para se estabelecer nos 1.134,33 pontos.

Por seu lado, o índice tecnológico Nasdaq desvalorizou 0,63% para 2.334,55 pontos.

A Adobe perdeu bastante terreno, depois de ontem ter dito que as receitas do quarto trimestre estarão compreendidas entre 950 milhões e mil milhões de dólares, devido à menor procura. Os analistas inquiridos pela Bloomberg projectavam vendas médias de 1,03 mil milhões de dólares no último trimestre do ano.

Ainda nas tecnologias, a Microsoft cedeu depois de anunciar um aumento dos dividendos que foi inferior ao que era esperado por alguns analistas. A empresa anunciou que vai pagar um dividendo de 16 cêntimos.

A PMC-Sierra também negociou no vermelho, depois de ter revisto em baixa as suas estimativas de receitas para o terceiro trimestre.

No sector financeiro, o Morgan Stanley e o Goldman Sachs recuaram depois de o Deutsche Bank ter revisto em baixa as projecções para os seus lucros por acção no terceiro trimestre.

Em contrapartida, a Newmont Mining valorizou, animada pelos novos máximos históricos do ouro.

Ver comentários
Outras Notícias