Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quedas da EDP e banca penalizam bolsa

O PSI-20 está a perder 0,77%, numa sessão em que os restantes congéneres europeus também negoceiam em terreno negativo. A eléctrica é o título que mais pressiona, mas a banca também está ser determinante para a tendência.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 22 de Setembro de 2010 às 12:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O principal índice da bolsa nacional ( PSI-20) negoceia nos 7.381,98 pontos com 19 acções em queda e uma a subir. Na Europa, os índices também negoceiam em terreno negativo, com algumas bolsas a perderem mais de 1%. O PSI-20 cai menos do que alguns índices num dia em que o IGCP atraiu uma procura robusta na dupla emissão de Obrigações do Tesouro nacional mas colocou o mínimo do montante previsto e pagou um juro acima de 6%na emissão a 10 anos.


A EDP cai 2,34% para os 2,502 euros, no dia em que o Citigroup reviu em baixa as suas avaliações para os seus títulos, cortando o preço-alvo de 2,70 para 2,55 euros, enquanto a recomendação desceu para "manter". O banco de investimento justifica o corte do "target" com a elevada alavancagem da companhia.

Os analistas alteraram também o preço-alvo para os títulos da EDP Renováveis, com o “target” a recuar de 7 para 5,5 euros. Ainda assim, o banco manteve a recomendação de “comprar”. A empresa cai 1,44% para os 4,097 euros.

A banca também pressiona. O BCP deprecia 1,13% para os 0,611 euros, o BES desliza 0,91% para os 3,373 euros e o BPI desvaloriza 0,88% para os 1,577 euros.

A travar maiores quedas, está a Portugal Telecom que avança 0,46% para os 9,644 euros. O HSBC subiu o preço-alvo da operadora de nove para 10 euros, porque a “realização do negócio da Vivo deve implicar um dividendo extraordinário” de dois euros por acção. A recomendação continua a ser “neutral” e reflecte um potencial de valorização de 5% das acções.





Ver comentários
Outras Notícias