Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Os investidores devem começar a assumir mais risco"

O início da recuperação da economia é uma realidade. A rapidez com que esta será feita é, agora, a grande dúvida. Keith Wade, economista-chefe da Schroders, acredita que, apesar dos bons indicadores que têm surgido, a retoma deverá ser lenta, o que não impede que os investidores comecem já a assumir mais risco, aplicando as poupanças em acções.

Paulo Moutinho 18 de Junho de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O início da recuperação da economia é uma realidade. A rapidez com que esta será feita é, agora, a grande dúvida. Keith Wade, economista-chefe da Schroders, acredita que, apesar dos bons indicadores que têm surgido, a retoma deverá ser lenta, o que não impede que os investidores comecem já a assumir mais risco, aplicando as poupanças em acções.

Keith Wade considera ainda que “a recuperação será mais fraca do que as que temos assistido”, estando “inclinado para uma recuperação em ‘U’”. Quanto à subida das matérias-primas, o economista-chefe da Schroders adianta que esta “é, de certa forma, interessante e surpreendente”, mas “uma preocupação”.

É este um bom momento para se estar nos mercados accionistas? Faz sentido? O que recomenda aos seus investidores?
O que estamos a fazer, e a aconselhar os nossos investidores, é começar a assumir mais risco. Estamos a aumentar a nossa exposição aos mercados accionistas, sobretudo nos mercados asiáticos e emergentes. Porquê? Temos falado muito sobre os problemas nos mercados da Europa e dos EUA, mas quando olhamos para a Ásia vemos que as condições do crédito são muito mais fáceis. Eles não têm uma crise no sector - já a tiveram há 10 anos - e também têm políticas fiscais fortes que lhes permitiram reduzir impostos.









logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias