Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receitas da corretagem «online» interrompem queda em Maio

O volume das transacções efectuadas em Maio na bolsa nacional através da Internet foi de 391 milhões de euros, o que traduz uma subida de 1,3% face ao mês anterior, interrompendo um ciclo de três meses consecutivos de quebras, revelou hoje a Comissão do M

Negócios negocios@negocios.pt 15 de Junho de 2005 às 18:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O volume das transacções efectuadas em Maio na bolsa nacional através da Internet foi de 391 milhões de euros, o que traduz uma subida de 1,3% face ao mês anterior, interrompendo um ciclo de três meses consecutivos de quebras, revelou hoje a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em termos médios, o volume negociado por sessão da Euronext Lisbon situou-se nos 127 milhões de euros, 10,6% acima do verificado no mês anterior e 0,7% do ocorrido no mês homólogo de 2004.

No total das transacções efectuadas em sessões normais da Euronext Lisbon, o peso do volume negociado através da Internet diminuiu 1% comparativamente a Abril de 2005, fixando-se nos 7%.

«A subida das transacções ‘online’ ocorrida em Maio reflectiu-se na actividade de apenas 40% dos intermediários financeiros, sendo de destacar o BIG (+17%) e o BPI (+10%) que conquistaram, respectivamente, 2,9 p.p. e 0,9 p.p. de quota de mercado», refere o comunicado do regulador do mercado de capitais nacional.

Em contrapartida, os intermediários que perderam mais quota de mercado foram o BCP (-8%) com uma quebra de 1,3 p.p. e o ActivoBank (-3%) com uma diminuição de 1,2 p.p. de quota.

No que respeita à estrutura de mercado, as alterações também não foram muito significativas, os dez intermediários financeiros com maior quota de mercado representaram 97,2% do volume negociado (o mesmo valor que em 2004).

BEST, BPI e Caixa-BI conquistam quota de mercado

Foram três os intermediários que conquistaram quota de mercado face ao período homólogo de 2004. O BEST subiu 3,2 p.p. (+26% em volume), o BPI 2,3 p.p. (+5% em volume) e o Caixa BI 1,6 p.p (+9% em volume).

Quanto ao mercado a prazo, o volume negociado pelo BIG decresceu 17% face a Abril concentrando desde o início do ano uma quota de 37%.

A LJ Carregosa, através da plataforma de negociação «carregosa trader» liderou nos primeiros cinco meses do ano, a negociação «online» (63% de quota), apesar de ter registado em Maio um decréscimo de 21% face a Abril.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias