Bolsa Regulador da bolsa dos EUA premeia delator com 5 milhões de dólares

Regulador da bolsa dos EUA premeia delator com 5 milhões de dólares

Um delator irá receber um prémio de 5 a 6 milhões de dólares do regulador norte-americano por ter denunciado violações das regras na bolsa, sem as quais dificilmente as infracções teriam sido descobertas.
Regulador da bolsa dos EUA premeia delator com 5 milhões de dólares
Bloomberg
Vera Ramalhete 18 de maio de 2016 às 16:32

A Securities and Exchange Commission (SEC), o regulador da bolsa norte-americana, vai atribuir um prémio de entre 5 e 6 milhões de dólares (4,43 a 5,32 milhões de euros) a um delator, anunciou a entidade esta quarta-feira, em comunicado. Este é o terceiro maior prémio oferecido pelo SEC a um denunciante de práticas ilícitas.

O delator, que é abrangido pelo programa de protecção de identidade, forneceu informações detalhadas que levaram o SEC a "descobrir violações das regras da bolsa que teria sido quase impossível detectar" de outra forma. Os prémios atribuídos pelo SEC representam entre 10% a 30% do valor arrecadado em sanções impostas ao infractor.

Este é o terceiro maior prémio atribuído pelo SEC, indica o comunicado. A maior compensação alguma vez atribuída foi paga a um informador estrangeiro, em Setembro de 2014, com o valor de 30 milhões de dólares. Um ano antes, o SEC ofereceu um prémio de 14 milhões de dólares. Desde o início do programa, que tem cinco anos, o regulador já entregou 67 milhões de dólares (cerca de 60 milhões de euros) a 29 delatores, indica a instituição.

No mês passado, o regulador norte-americano do mercado de matérias-primas e contratos de futuros, U.S. Commodity Futures Trading Commission (CFTC), anunciou um prémio superior a 10 milhões de dólares (8,8 milhões de euros), o maior de sempre atribuído por esta entidade reguladora, a um denunciante de práticas ilegais.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI