Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Reservas de gasolina voltam a impulsionar os preços do petróleo

O petróleo valorizava pelo sexto dia em Nova Iorque, negociando acima dos 72 dólares, com o mercado a recear que as reservas de gasolina não serão suficientes para responder à procura, numa altura em que foram interrompidos os fornecimentos a duas refinar

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 28 de Junho de 2006 às 07:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O petróleo valorizava pelo sexto dia em Nova Iorque, negociando acima dos 72 dólares, com o mercado a recear que as reservas de gasolina não serão suficientes para responder à procura, numa altura em que foram interrompidos os fornecimentos a duas refinarias norte-americanas.

O Departamento de Energia dos Estados Unidos vai anunciar hoje as reservas do país referentes à semana passada e os analistas consultados pela Bloomberg estimam que os inventários de gasolina tenham aumentado 450 mil barris, a subida mais baixa prevista pelos analistas nas últimas oito semanas.

Os futuros de gasolina atingiram o valor mais elevado das últimas sete semanas depois da ConocoPhilipps e da Citgo Petroleum terem pedido para usarem as reservas estratégicas dos Estados Unidos depois de terem havido um derrame de petróleo que provocou um corte no fornecimento através do canal de expedição.

O West Texas Intermediate (WTI) [cl1], negociado em Nova Iorque, avançava 0,35% para os 72,17 dólares e o «brent» [co1], transaccionado em Londres, ganhava 0,38% para 71,25 dólares.

«O foco está nas reservas de gasolina e neste momento os problemas das refinarias podem abrandar a construção das reservas» de gasolina, numa altura em que a procura atinge o pico, afirmou à Bloomberg Tetsu Emori, responsável estratega da Mitsui Bussan Futures.

Com a chegada do Verão, chegam as férias e as viagens aumentam, o que faz com que a procura de gasolina atinja o seu pico. Para além de se tratar de uma época propícia a furacões e tempestades, o que pode dar origem a interrupções de fabrico e de fornecimento.

Ver comentários
Outras Notícias