Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resgates nos fundos já superam os dois mil milhões de euros em 2010

Os portugueses continuam a retirar dinheiro dos fundos. Apenas em Setembro, estes instrumentos de poupança perderam 109,6 milhões de euros, elevando para 2.060,8 milhões de euros o montante do resgates em 2010.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 10:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
De acordo com o relatório mensal divulgado hoje pela APFIPP, em Setembro entraram 414,6 milhões de euros nos fundos de investimento, contra saídas de 524,2 milhões de euros, o que perfaz um saldo líquido negativo de 109,6 milhões de euros no mês.

No final de Setembro, o valor sob gestão dos fundos ascendia a 15.219,4 milhões de euros, menos 0,2% que no mês anterior.

As incertezas em relação ao andamento da economia mundial e a crise da dívida pública na Zona Euro têm levado a um aumento dos resgates junto dos fundos este ano, com os investidores a procurarem activos de menor risco.

Os fundos de tesouraria euro foram a categoria mais afectada pelos resgates. Apenas em Setembro, saíram destes fundos 89,4 milhões de euros, elevando para 1.364,4 milhões de euros o desinvestimento no ano.

Os fundos de acções nacionais não escaparam ao pessimismo dos investidores e encerraram Setembro com subscrições líquidas negativas de 4,9 milhões de euros. Em 2010, perdem 15,1 milhões.

A Caixagest continua a ser a gestora nacional com a maior quota de mercado (23,9%), seguida pelo Santander Asset Management (17,8%) e pela ESAF (17,5%).

Ver comentários
Outras Notícias