Bolsa Resultados das cotadas levam PSI-20 a renovar máximo de julho

Resultados das cotadas levam PSI-20 a renovar máximo de julho

O PSI-20 está a subir, renovando máximos de julho deste ano, à boleia dos resultados das cotadas relativos ao terceiro trimestre.
A carregar o vídeo ...
Tiago Varzim 07 de novembro de 2019 às 08:11
A bolsa nacional abriu esta quinta-feira, 7 de novembro, em terreno positivo. O PSI-20 sobe 0,37% para os 5.246,6 pontos, atingindo um máximo de 17 de julho. 

Na Europa, as bolsas também seguem em alta neste arranque do dia. Em termos de resultados de cotadas, o destaque vai para a alemã Siemens, o italiano Unicredit e o alemão Commerzbank que divulgaram lucros superiores ao previsto. 

"A sessão deverá ser marcada não só pela envolvente internacional bem como pelos resultados empresariais", antecipam os analistas do BPI no diário de bolsa. A nível internacional, a notícia de que os EUA e a China chegaram a acordo para retirar as tarifas de forma faseada deverá marcar o sentimento dos investidores.

Em Lisboa, 12 cotadas seguem em alta, quatro em baixa e duas estão inalteradas.

Hoje a Nos estará a reagir aos resultados do terceiro trimestre apresentados ontem. A empresa de telecomunicações obteve um lucro de 138,1 milhões de euros até setembro, o que representa um crescimento de 10,4% face ao mesmo período de 2018. As ações da Nos estão a subir 1,63% para os 5,3 euros. 

Também a Sonae Capital apresentou resultados, revelando 2,75 milhões de euros de lucros nos primeiros nove meses do ano, valor que compara com os 8,36 milhões negativos verificados em igual período de 2018. As ações da Sonae Capital estão a valorizar 1,35% para os 75 cêntimos. 

Ainda em alta estão cotadas que vão apresentar resultados após o fecho desta sessão. É o caso do BCP, que sobe 0,48% para os 20,96 cêntimos, e da Corticeira Amorim, que valoriza 1,2% para os 10,14 euros. 

A Jerónimo Martins valoriza 0,17% para os 15,17 euros e a Galp Energia sobe 0,47% para os 14,87 euros. 

Por outro lado, os ganhos do PSI-20 são travados pela quedas de cotadas do setor energético como a EDP e a REN. Além disso, a Ramada, que vai apresentar resultados após o fecho da sessão, está a cair 1,25% para os 6,3 euros. 

(Notícia atualizada com mais informação às 8h20)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI