Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados da Ericsson e Google animam bolsas europeias

As bolsas europeias seguiam a valorizar, animadas de novo com os resultados positivos apresentados por empresas tecnológicas. A sueca Ericsson e a norte-americana Google anunciaram lucros acima do estimado, levando o DJ Stoxx 50 a apreciar 0,68% para os 2

Negócios negocios@negocios.pt 22 de Abril de 2005 às 10:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias seguiam a valorizar, animadas de novo com os resultados positivos apresentados por empresas tecnológicas. A sueca Ericsson e a norte-americana Google anunciaram lucros acima do estimado, levando o DJ Stoxx 50 a apreciar 0,68% para os 2.824,50 pontos.

Os lucros da Ericsson aumentaram 73% no primeiro trimestre do ano, superando as estimativas dos analistas, impulsionados por redução de custos e por uma subida nas vendas. As acções reagiram aos resultados e valorizaram até 6,7%.

A Google anunciou ontem que os lucros cresceram quase seis vezes no primeiro trimestre, para um valor que ficou muito acima das estimativas dos analistas. As acções da companhia americana, que já duplicaram de valor desde a entrada em bolsa, disparavam 9% na bolsa de Frankfurt.

As tecnológicas, que já ontem tinham registado a maior subida em seis meses, voltam hoje a liderar os ganhos nas praças europeias.

Em Paris o CAC subia 0,53% para os 3.971,91 pontos. A Alcatel crescia 1,11% para os 9,08 euros e a STMicroelectronics apreciava 2,62% para os 12,13 euros.

O DAX de Frankfurt crescia 0,67% para os 4.221,86 pontos, com a produtora de «chips» Infineon a subir 0,85% para os 7,10 euros, enquanto a Siemens apreciava 1,08% para os 58,88 euros.

Em Amesterdão o AEX marcava 355,58 pontos, a ganhar 0,66%. A Royal Philips valorizava 1,72% para os 19,52 euros e a ASML avançava 2,53% até aos 12,14 euros.

Na bolsa de Madrid o IBEX também apreciava 0,66%, até aos 9.077,60 pontos. A Telefónica crescia 1,07% para os 13,26 euros, mas era a Prisa, que anunciou hoje uma subida de 76% nos lucros do primeiro trimestre, que liderava os ganhos. A empresa de media apreciava 1,5%.

Em Londres o FTSE seguia nos 4.844,30 pontos, a subir 0,51%. A Vodafone, maior operadora móvel do mundo, valorizava 0,36%.

Outras Notícias