Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados e petrolíferas impulsionam bolsas europeias

As bolsas europeias encerraram a valorizar, recuperando da maior queda dos últimos quatro meses registada na sessão de ontem, impulsionadas por empresas, nomeadamente a Telefónica e a Vivendi, que apresentaram resultados acima das expectativas. O Dow Jone

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 01 de Março de 2006 às 17:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias encerraram a valorizar, recuperando da maior queda dos últimos quatro meses registada na sessão de ontem, impulsionadas por empresas, nomeadamente a Telefónica e a Vivendi, que apresentaram resultados acima das expectativas. O Dow Jones Stoxx 50 subiu 0,92% para os 3.501,30 pontos.

As energéticas também contribuíram para a tendência dos índices com o petróleo a valorizar pela segunda sessão consecutiva.

Em Espanha, o Ibex valorizou 0,64% para os 11.902,20 pontos, depois de ter renovado máximos de 2000, impulsionado pela Telefónica que avançou 2,16% para os 13,22 euros. A operadora de telecomunicações espanhola beneficiou do facto de ter anunciado que os lucros do último trimestre de 2005 subiram 52% com o contributo das aquisições que efectuou na América Latina e na República Checa.

Segundo os dados hoje divulgados, os lucros aumentaram para os 1,19 mil milhões de euros, dos 786,5 milhões de euros verificados em igual período do ano anterior, superando a média de 1,09 mil milhões estimada por um painel de 10 analistas consultados pela agência Bloomberg. As vendas da operadora avançaram 28% para os 10,48 mil milhões de euros.

A Vivendi, que também anunciou hoje resultados que superaram as expectativas, contribuiu para a tendência positiva do CAC-40 que ganhou 1,14% para os 5.057,61 pontos. A Vivendi somou 1,57% para os 25,85 euros depois de ter revelado que os lucros no quarto trimestre ascenderam a 1,25 mil milhões de euros superando os 259 milhões de euros esperados pelos analistas consultados pela Bloomberg.

A Total também impulsionou o índice francês com uma subida de 0,81% para os 212,7 euros.

Em Londres, o Footsie ganhou 0,91% para os 5.844,10 pontos impulsionado pela petrolífera BP que subiu 1,19% para os 637,5 pence.

O DAX somou 1,22% para os 5.866,61 pontos com o contributo do Deutsche Bank que avançou 2,24% para os 94,52 euros.

No mercado de Amesterdão, o AEX ganhou 0,65% para os 461,70 pontos impulsionado pela subida de 2,65% para os 26 euros da Royal DUtch Shell.

Outras Notícias