Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

S&P coloca Bélgica em vigilância negativa

A agência de notação de risco confirmou hoje o "rating" associado aos títulos da dívida pública belga, mas colocou o país sob vigilância negativa, sinalizando a probabilidade de uma revisão em baixa em um nível.

Negócios negocios@negocios.pt 14 de Dezembro de 2010 às 11:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
“Os resultados acima do esperado relativamente à consolidação orçamental em 2010 contribuíram para a confirmação nossa notação”, explica a Standard&Poor’s, que manteve com nota AA+ a dívida de longo prazo e com A-1 a de menor maturidade.

Contudo, a “prolongada crise interna política” gera “incertezas e riscos relativamente à capacidade de o Governo manter a sua notação de crédito, especialmente devido às condições difíceis de mercado que muitos Governos da Zona Euro enfrentam”, acrescenta a agência de “rating”, sugerindo a possibilidade de a Bélgica ser apanhada na onda de contágio de tensões no mercado que tem fustigado os países da periferia do euro.

A S&P’s diz ainda ter dúvidas de que o Governo (há meses) interino e o seu ministro das Finanças (Didier Reynders, na foto) sejam capazes de reduzir o défice orçamental em 2011 para os 4,1% do PIB prometidos, ainda que considere perfeitamente ao alcance a meta de 4,8% traçada para este ano.

Igualmente problemática é a dimensão da dívida pública, tradicionalmente uma das mais elevadas de toda a Europa. A S&P’s duvida que sejam possíveis progressos consideráveis na redução do rácio, actualmente em 94,6% do PIB, e mostra-se ainda céptica quando à capacidade, e sobretudo ao custo, que o país terá de enfrentar no próximo ano para refinanciar a dívida (equivalente a 11% do PIB) que chega à maturidade, num contexto de subida das taxas de juro.

Por fim, a agência diz “não poder excluir novos apoios estatais à banca”.

Ver comentários
Saber mais belgica S&P rating
Mais lidas
Outras Notícias