Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Semapa contesta posse de 55% da Portucel

A administração da Semapa – Sociedade de Investimento e Gestão SGPS discorda da imputabilidade de 55% dos direitos de voto na Portucel, anunciada hoje pela Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários, que hoje decidiu-se pela suspensão dos títulos das dua

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 05 de Julho de 2004 às 14:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A administração da Semapa – Sociedade de Investimento e Gestão SGPS discorda da imputabilidade de 55% dos direitos de voto na Portucel – Produtora de Pasta e Papel, anunciada hoje pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que hoje decidiu-se pela suspensão dos títulos das duas empresas.

Em comunicado ao mercado, a companhia controlada por Pedro Queiroz Pereira informa que a «CMVM lhe comunicou ser seu entendimento – do qual discorda e contra o qual se reserva o direito de reagir através dos meios legais ao seu dispor –, que considera como imputáveis à Semapa, pelo menos 55% dos direitos de voto na Portucel – Empresa Produtora de Pasta e Papel SA, aí se considerando os direitos inerentes às acções actualmente detidas pela Sonae Wood Products BV».

Afirma ainda a administração da Semapa que «cumprirá, como foi sempre sua intenção, as obrigações legais que entende para si decorrerem do Código dos Valores Mobiliários».

As acções da Semapa [SEMA] e a da Portucel [PTCL] encontram-se suspensas desde a pré-abertura da sessão de hoje.

Ver comentários
Outras Notícias