Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sentido de voto dos fundos no «site» da CMVM

A CMVM passa a divulgar, através do seu «site» na Internet, as comunicações efectuadas pelas sociedades gestoras de fundos de investimento sobre o exercício de direitos de voto nas assembleias gerais das sociedades cotadas.

Sílvia de Oliveira 03 de Junho de 2003 às 15:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A CMVM passa a divulgar, através do seu «site» na Internet, as comunicações efectuadas pelas sociedades gestoras de fundos de investimento sobre o exercício de direitos de voto nas assembleias gerais das sociedades cotadas.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) passa, a partir de hoje, a divulgar no seu «site» na Internet, as comunicações efectuadas pelas sociedades gestoras de fundos de investimento relativamente às suas política de exercício de direitos de voto nas assembleias gerais das empresas cotadas.

As comunicações efectuadas por cada entidade gestora podem ser consultadas no sítio da CMVM na Internet - www.cmvm.pt -, sob o menu Sistema de Difusão de Informação, sob o hiperlink «Informação sobre Gestão de Activos / Fundos de Investimento».

A comunicação destes dados é obrigatória, desde a última alteração ao regime jurídico dos fundos, tendo os moldes da sua concretização sido estabelecidos num regulamento recente da CMVM.

Estas regras visam dificultar a instrumentalização da gestão dos fundos por interesses que lhes são alheios, nomeadamente de sociedades com que se encontrem em relação de domínio ou de grupo.

O principal objectivo das exigências é o de reforçar a transparência na gestão dos fundos de investimento, nomeadamente através da concretização do princípio de que estes são geridos no exclusivo interesse dos participantes», refere o comunicado da entidade de supervisão do mercado de capitais nacional.

A comunicação, por parte das sociedades gestoras de fundos de investimento, segue um modelo aprovado pela CMVM, que contém a identificação da sociedade em cuja assembleia a gestora de fundos participou, o número de acções detidas, a percentagem de direitos de voto, as deliberações tomadas, o sentido do voto e a respectiva justificação

.

As sociedades gestoras de fundos devem ainda informar se exerceram o voto presencialmente, identificando, neste caso, o seu representante, ou se optaram pelo voto por correspondência.

O comunicado da CMVM acrescenta ainda que as alterações ao regime jurídico dos fundos criaram a presunção de que não actua no exclusivo interesse dos participantes a entidade gestora em que o direito de voto correspondente aos fundos que administra seja exercido por representante comum às pessoas ou entidades que com ela se encontrem em situação de domínio ou de grupo.

Outras Notícias