Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Soares do Santos aproveita queda das acções para reforçar na Jerónimo Martins

O presidente do conselho de administração da Jerónimo Martins comprou 15 mil acções da retalhista no dia em que, em bolsa, os títulos chegaram a desvalorizar-se perto de 7%. Nessa sessão, os investidores estavam a reagir ao facto de a segunda maior accionista da dona do Pingo Doce ter vendido metade da sua participação.

Pedro Elias
  • Partilhar artigo
  • ...

Alexandre Soares dos Santos aproveitou a descida do valor das acções da Jerónimo Martins, da qual é presidente do conselho de administração, para comprar 15 mil títulos. O investimento do empresário, que mantém ainda assim apenas uma posição residual, foi de 254 mil euros.

 

O presidente do conselho de administração da retalhista portuguesa reforçou a sua posição a 14 de Maio, dia em que os investidores reagiam à notícia de que a Asteck, a segunda maior accionista, vendeu 5% do capital social da Jerónimo Martins.

 

A Asteck, detida pela Heerema, “holding” do sector petrolífero, tinha uma participação de 10% no capital da detentora dos supermercados Pingo Doce, sendo a segunda maior accionista. Vendeu 5% a 13 de Maio, num procedimento feito fora do mercado regulamento. Ficou com outros 5%.


Falou-se que a venda de metade da participação da Asteck tinha acontecido por um valor entre 16,50 euros e 17,25 euros. A empresa indicou hoje, através de um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que a operação foi concretizada por uma transacção de 16,60 euros por título.

 

As acções da Jerónimo Martins fecharam a cotar nos 17,87 euros a 13 de Maio, um dia antes desta operação ser comunicada ao mercado. Como o preço de venda, não confirmado nessa altura, era inferior ao valor de mercado, os títulos corrigiram na sessão seguinte - marcaram uma desvalorização de 5,99%, fechando nos 16,80 euros por acção.

 

Foi nesse dia, em que as acções da retalhista variaram entre os 16,63 euros e os 17,005 euros ao longo da sessão (quedas compreendidas entre os 4,8% e os 6,9%), que Alexandre Soares dos Santos reforçou a sua presença na Jerónimo Martins

 

O “chairman” adquiriu 15 mil acções da empresa que preside a um preço de 16,945 euros, segundo indica a empresa num comunicado emitido através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A cotação reflecte um desconto de 5,2% face ao valor de fecho da sessão anterior mas fica acima dos 16,60 euros a que foram vendidas as acções detidas pela Asteck. O investimento total de Soares dos Santos foi de 254 mil euros.


Os analistas consideraram que a venda por parte da segunda maior accionista trazia uma pressão no curto prazo para os títulos da companhia portuguesa, que tem uma presença internacional na Polónia e na Colômbia. Contudo, afirmaram que a descida do valor das acções representava uma “boa oportunidade” para entrar no capital da empresa. Soares dos Santos aproveitou a oportunidade para reforçar, embora mantenha uma posição tímida.


Após a transacção, o presidente do conselho de administração da cotada passou a deter 171.531 acções da empresa, 0,027% do capital social.

 

De acordo com um comunicado de Março, o presidente executivo da Jerónimo Martins, Pedro Soares dos Santos (filho de Alexandre Soares dos Santos) detém 235.805 acções da detentora dos supermercados Pingo Doce, representativas de 0,037% do seu capital social.

 

De acordo com o artigo 248º B do código de valores mobiliários, os dirigentes de uma empresa que tem acções admitidas em bolsa devem informar, no prazo de cinco dias úteis, as transacções feitas com as acções dessa companhia.

 

As acções da Jerónimo Martins encerraram a sessão de terça-feira, 21 de Maio, nos 17,09 euros, resultado de uma descida de 0,18%.

Ver comentários
Saber mais Jerónimo Martins Pedro Soares dos Santos Asteck Alexandre Soares dos Santos
Outras Notícias