Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Société Générale termina quarto trimestre com lucros de 87 milhões de euros

O Société Générale, o terceiro maior banco francês, terminou o quarto trimestre do ano passado com lucros, com os ganhos relativos ao crédito ao consumo no país a sobrepor-se às perdas na área internacional de banca de retalho e de gestão de activos. Os lucros totalizaram os 87 milhões de euros.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 18 de Fevereiro de 2009 às 08:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Société Générale, o terceiro maior banco francês, terminou o quarto trimestre do ano passado com lucros, com os ganhos relativos ao crédito ao consumo no país a sobrepor-se às perdas na área internacional de banca de retalho e de gestão de activos. Os lucros totalizaram os 87 milhões de euros.

Os resultados líquidos do banco francês ascenderam a 87 milhões de euros, o que compara com os prejuízos de 3,35 mil milhões de euros obtidos no mesmo período do ano anterior, quando o banco registou perdas relacionadas com a fraude de Jerome Kerviel.

Este resultado ficou, contudo, abaixo das previsões dos analistas consultados pela agência Bloomberg que apontavam para lucros de 109 milhões de euros.

O Societe Generale anunciou que aumentou o dividendo aos accionistas em 33% para 1,20 euros por acção.

No quarto trimestre de 2008, a unidade de banca de investimento da instituição registou um lucro de 56 milhões de euros, o que compara com os 3,92 mil milhões de euros de prejuízos no período homólogo. O Société Générale cortou os bónus nesta divisão em 40% em média, no ano passado, afirmou hoje o presidente executivo do banco, Frederic Oudea, em entrevista à rádio BFM, citada pela Bloomberg.

Os lucros na unidade francesa de banca de retalho desceram 1,3% para 311 milhões de euros, enquanto a banca internacional registou um prejuízo 76 milhões de euros face aos lucros de 202 milhões de euros do ano precedente.

A terceira maior entidade francesa fechou o ano de 2008 com lucros de 2,01 mil milhões de euros, acima dos 947 milhões de euros obtidos em 2007.

Segundo a agência Bloomberg, uma apresentação no site do banco adianta que pode este reduzir a sua força de trabalho para conter custos. Contudo, não são mencionados detalhes sobre possíveis cortes de postos de trabalho.

O banco superou o comportamento do BNP Paribas, o maior banco francês, que perdeu cerca de 1,4 mil milhões de euros no referido trimestre.

As acções do banco seguiam a valorizar 2,20% para os 23,245 euros, depois de já terem chegado a subir 7,06% para os 24,35 euros.

Ver comentários
Outras Notícias