Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonae está entre as acções preferidas num mercado que deve valorizar cerca de 10%

A Sonae é, entre as 'top picks' dos agentes de mercado para 2008, das que encontram maior consenso, num ano em que o principal índice da bolsa portuguesa deverá acumular uma valorização à volta dos 10%.

Negócios com Lusa 31 de Dezembro de 2007 às 09:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Sonae é, entre as "top picks" dos agentes de mercado para 2008, das que encontram maior consenso, num ano em que o principal índice da bolsa portuguesa deverá acumular uma valorização à volta dos 10%.

O Santander Gestão de Activos considera que o mercado português "deverá ter um comportamento semelhante aos mercados accionistas europeus, registando uma valorização próxima dos 10 por cento".

No entanto, "a possibilidade de ocorrência (ou tentativas) de algumas operações de fusão e aquisição, tal como aconteceu em 2007, poderão levar o mercado português a voltar a superar os seu congéneres europeus", refere a gestora de activos.

Pedro Castro, do Banif Gestão de Activos, refere que o "mercado português tem espaço para valorizar ao longo do ano de 2008" e antecipa para os mercados de acções europeus subidas "entre 8 e 12 por cento, intervalo que corresponde ao crescimento estimado dos resultados das empresas, acrescido dos dividendos pagos".

Quanto aos títulos em destaque para o próximo ano na bolsa portuguesa, o Banif Gestão de Activos escolhe papéis com histórias de crescimento, com ângulo especulativo, e considera que a banca deverá continuar penalizada pelo impacto da crise no mercado de crédito.

"Para 2008 estamos particularmente optimistas em relação a Brisa e Cimpor, devido às perspectivas favoráveis de crescimento e ao ângulo especulativo de ambas, e em relação à Sonae, que deverá beneficiar da cisão da Sonae Capital", refere Pedro Castro.

Por outro lado, "prevemos que o sector da banca registe um desempenho inferior ao mercado, devido à crise do mercado de crédito que afectará negativamente o custo de "funding" [financiamento] do sector".

As apostas do Santander Gestão de Activos para o próximo ano "são aquelas em que a qualidade do "management" [gestão] e capacidade de cumprir objectivos propostos têm sido uma regra nos últimos anos, como é o caso de Martifer, Espírito Santo Financial Group e Sonae SGPS".

Outras Notícias