Mercados Soros compara crise actual nos mercados com a de 2008

Soros compara crise actual nos mercados com a de 2008

George Soros aconselha os investidores a terem muita cautela com a actual situação dos mercados e encontra semelhanças com o que se passa actualmente e o que ocorreu em 2008, ano marcado pelo colapso do Lehman Brothers.
A carregar o vídeo ...
Negócios com Bloomberg 07 de janeiro de 2016 às 09:32

George Soros lançou esta quinta-feira um alerta sobre a actual situação dos mercados, considerando que estão em crise e que os investidores devem ser cautelosos.

 

As preocupações do conhecido investidor estão relacionadas sobretudo com a China, que está "à procura de um novo modelo de crescimento", sendo que a desvalorização da moeda do país está a "transferir" problemas para o resto do mundo.

 

Num discurso efectuado no Sri Lanka, onde participou num fórum económico, Soros comparou a actual crise nos mercados com o que aconteceu em 2008, ano em que a crise financeira ditou o colapso do Lehman Brothers.

 

Quando olho para os mercados financeiros vejo um sério desafio que me faz lembrar a crise que tivemos em 2008.
George Soros

"A China enfrenta um enorme problema de ajustamento. Diria que estamos numa crise. Quando olho para os mercados financeiros vejo um sério desafio que me faz lembrar a crise que tivemos em 2008", afirmou o conhecido investidor e um dos homens mais ricos do mundo, de acordo com a Bloomberg.

 

Não é a primeira vez que Soros lança alertas sobre a possibilidade de repetição da crise de 2008. Num dos momentos mais críticos da crise da dívida soberana na Europa, em 2011, Soros tinha advertido que o problema na Europa era mais grave do que crise de 2008.

 

Estas novas declarações de Soros foram efectuadas num dia de forte turbulência nos mercados, com a negociação na bolsa chinesa a ser suspensa 30 minutos depois do início da sessão devido à queda de 7% do índice CSI 300.

 

A queda do yuan para mínimo de 5 anos está a motivar os receios dos investidores e a penalizar também as bolsas europeias e outros activos, como as matérias-primas. O petróleo atingiu esta manhã um novo mínimo de mais de 11 anos e cada vez mais perto dos 30 dólares. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI