Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

S&P no nível mais baixo dos últimos 18 meses

As principais praças norte-americanas caíram fortemente na sessão de hoje, penalizadas pela banca, depois do anúncio de que as execuções de hipotecas aumentaram para um recorde e com a notícia dos incumprimentos da Thornburg Mortgage e de um fundo obrigac

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 06 de Março de 2008 às 21:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais praças norte-americanas caíram fortemente na sessão de hoje, penalizadas pela banca, depois do anúncio de que as execuções de hipotecas aumentaram para um recorde e com a notícia dos incumprimentos da Thornburg Mortgage e de um fundo obrigacionista do Carlyle Group, o que intensificou os receios de que as perdas relacionadas com o crédito estejam a aumentar.

O Dow Jones [indu] encerrou a ceder 1,77%, para 12.038,60 pontos. O Nasdaq [ccmp] fechou a marcar 2.220,50 pontos, o que correspondeu a uma desvalorização de 2,30%. O S&P 500 [spx] registou uma perda de 2,20%, para 1.304,38 pontos. Este foi o valor mais baixo desde Setembro de 2006.

O Citigroup, JPMorgan Chase e Merrill Lynch lideraram a queda dos títulos financeiros para o mais baixo nível desde Maio de 2003, devido à especulação de que os incumprimentos vão contribuir para mais perdas nos activos expostos às hipotecas.

Os títulos financeiros caíram assim pela sexta sessão consecutiva, o que corresponde ao período de quedas mais longo desde Novembro. A pressionar esteve o anúncio de que as execuções hipotecárias aumentaram para o nível mais elevado de sempre, em 2007, depois das subidas de juros por parte da Reserva Federal e da crise de crédito terem levado a que muitas famílias deixassem de conseguir pagar as prestações do seus empréstimos.

Além disso, 5,82% de todas as hipotecas dos Estados Unidos estiveram em incumprimento nos últimos três meses de 2007, o que correspondeu ao nível mais elevado desde 1985. No terceiro trimestre, a taxa de incumprimento tinha ascendido a 5,59%.

As retalhistas J.C. Penney e Gap perderam terreno devido às vendas de Fevereiro, que falharam as estimativas dos analistas.

O mercado receia que novas perdas no sector financeiro estejam a ser ocultadas pelas companhias. A Thornburg viveu uma sessão verdadeiramente negra depois de novas notícias de incumprimento terem reforçado a especulação de que vá à falência.

Além disso, a JP Morgan referiu que a UBS poderá ter de anunciar novas amortizações de activos.

Outras Notícias