Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Subida da inflação pode levar Fed a subir juros mais cedo que o previsto

Ben Bernanke admitiu que a Reserva Federal norte-americana esta a monitorizar de perto a taxa de inflação.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 05 de Abril de 2011 às 13:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O presidente da Reserva Federal (Fed) acredita que a subida da taxa de inflação será "transitória" mas admitiu, "que se esta estimativa estiver errada, a Fed terá, certamente, que responder a esse aumento para manter a estabilidade de preços".
Bernanke admite, assim, pela primeira vez desde 2007 – altura em que a Fed iniciou um ciclo de descidas da taxa de juro de referência – poder subir o preço do dinheiro dos Estados Unidos.

As declarações de Ben Bernanke foram proferidas dois dias antes da reunião do Banco Central Europeu, onde se espera que seja anunciada a primeira subida dos juros desde Maio de 2008.

Tal como Bernanke, Jean-Claude Trichet admite subir o preço do dinheiro devido à subida da taxa de inflação. As últimas estimativas do Eurostat indicam que a taxa de inflação na Zona Euro poderá ter acelerado, em Março, para o ritmo mais rápido desde Outubro de 2008, 2,6%, devido à subida dos preços das matérias-primas e, em especial do petróleo. Em Londres, o barril de Brent já subiu mais de 27% desde o início do ano.

Os juros da Zona Euro estão há 22 meses no mínimo histórico de 1%. Do outro lado do Atlântico, o preço do dinheiro está no intervalo entre 0% e 0,25% desde Agosto de 2007.

A Reserva Federal foi o primeiro banco central a baixar os juros na sequência da crise do "subprime", que rebentou no Verão de 2007. Em Agosto do mesmo ano, a Fed iniciou um ciclo de descidas da taxa de juro.

Desde aí, o banco central dos Estados Unidos já cortou a taxa de juro 10 vezes. O último corte ocorreu em Dezembro de 2008. No mês passado, Bernanke afirmou que a taxa de juro iria permanecer no intervalo entre 0% e 0,25% por um "longo período de tempo".

No entanto, esta opção tem sido criticada por alguns membros da Reserva Federal. Charles Plosser, presidente da Fed de Filadélfia, afirmou no passado dia 1 de Abril que a recuperação económica e a subida da taxa de inflação "sugere que é tempo" da Fed começar a pensar em subir a taxa de juro de referência.
Ver comentários
Saber mais Fed juros Ben Bernanke inflação Estados Unidos Zona Euro Jean-Claude Trichet
Outras Notícias